O fim do blog.

pessoal /

acfa30aec8b19307880ca94799ebab70

Escrever com a cabeça quente nem sempre é uma boa ideia. Mas eu sempre fui assim, sempre escrevi aqui com o coração acelerado, palavras surgindo do nada, sem pensar muito. Não vai ser diferente dessa vez.

Eu cansei.

Eu cansei de me cobrar por não escrever mais aqui e, quando escrevo, me cobrar por não estar fazendo outras milhares de coisas que eu deveria. Eu sempre me cobrei demais, fazendo muito, fazendo pouco. Sempre foi o mesmo tempo de cobrança.

Não sei se hoje estou em uma crise de ansiedade tensa, ou se é só quem eu sou, mas não dá mais, gente. Esse peso gigantesco de não ser ninguém e não saber como se tornar alguém tá me esmagando. Meu coração está disparado nesse momento, enquanto meu cerebro me pergunta milhares de coisas que eu não consigo responder (e sei lá se alguém sabe).

E bem debaixo desse peso todo, eu me perguntei: será que o blog tem mais espaço na minha vida? Sei que já falei milhares de vezes que escrevo aqui por amor, que valorizo minha autenticidade, mas até que ponto? Será que o blog já não se perdeu no meio de tantos outros blogs, de youtubers e instagrams? Vale a pena pagar domínio, hospedagem e ficar me torturando por não ter postado hoje, nem ontem e nem semana passada?

Eu sei que a maioria das pessoas que entram aqui não se importam com a regularidade, que preferem que eu escreva de coração aberto, sendo eu mesma, sem forçar a barra… Mas, sinceramente, o blog se tornou uma via de mão única, um caminho terrível que eu me forço a fazer sempre.

Parece muito com um relacionamento que já acabou, só que as “boas lembranças” acabam me fazendo continuar… “Mas lembra aquele post que eu fiz”, “mas lembra quando eu ajudei aquela pessoa?”. Vamos encarar, eu não ajudo e não mais inspiro ninguém, porque eu não me vejo como uma pessoa inspiradora. Na verdade, depois desse dia merda que eu tive, não consigo inspirar ninguém né.

Eu sempre reclamei da falta de autenticidade das pessoas, mas será que eu sou tão autêntica assim? Será que de uns tempos pra cá eu não fui me perdendo em posts, tweets, fotos no instagram? Porque de uns tempos pra cá, eu realmente não sei o que eu estou fazendo mais aqui.

Talvez eu não volte mais aqui. Talvez eu volte. Mas eu precisava muito tirar da garganta, ser transparente, como sempre fui.

blogger secreto

OIE, tô chegando para contar o “resultado” do blogger secreto que foi postergado ao máximo possível, devido aos empecilhos que a vida coloca em nossa caminhada. Mas foi tudo cheio de amor, tanta gente maravilhosa que não pude não dividir com vocês quem me tirou e os presentinhos maravilhosos que recebi.

O Blogger Secreto

Não sei se vocês se lembram, mas há um tempão eu publiquei minha wishlist e expliquei um pouquinho sobre a brincadeira. No mesmo post, eu contei que a revelação seria em fevereiro, mas acabou que presentes se perderam, gravações foram corrompidas e as coisas foram ficando pra trás.

Minha amiga secreta recebeu meu presente, eu recebi o presente e fiquei realmente feliz. Vocês podem até conferir que o está bem alegrinho (o que me dá um pouco de vergonha). Mas sem mais delongas, cá está a revelação!


As dicas

Minha amiga secreta foi ultra fofinha nas dicas e, como puderam ver no video, desconfiei que era ela. Mas, estava morrendo de medo de falar uma pessoa e não ser haha. Com a primeira dica, fiquei em dúvida entre a Duds e a minha amiga secreta de verdade, mas algo me disse que não era a Duds. (Dá pra clicar nas imagens que elas crescem!)

A segunda dica não foi realmente uma dica, porque não sabia que minha amiga tinha sete cachorros. Eu sabia que ela tinha alguns, mas não sete. E meu deus, menina, como é que você dá conta de tanta fofura??

A terceira dica que mais entregou o ouro. E, se vocês acompanham a minha amiga secreta, já adivinharam também. Mas se você quiser mesmo-mesmo saber quem é, vai ter que ver o vídeo porque eu não vou contar quem é por aqui (hehe).


Os Presentes

blogger secreto

MAS SABE QUANDO VOCÊ OLHA E FICA :OOOO? Então, eu fiquei maravilhada por tanto presente maravilhoso. Ainda que a camiseta era o item da minha wishlist, meu presente preferido, de longe, foi a meia do totoro (que só uso em ocasiões super especiais). É a meia mais fofucha do mundo! Mas olha bem pra todo o resto… Não tem nem como explicar tanta fofura.

Junto com a minha maravilhosa meia, ganhei duas máscaras faciais (sendo que uma é de tigre e eu ainda não consegui usar por pena haha). Ganhei minha camiseta “GRL PWR” que sempre uso quando estou me sentindo meio pra baixo. E também um cashbook que é um livrinho pra controlar minhas despesas (obrigada lominha, tava precisando!).

DSC_0039_E

DSC_0040_E


Nem sei o que dizer além de: essa miga secreta foi demais? Sério (!), esse blogger secreto foi um dos mais legais que já participei (ainda com todos os poréns que rolaram haha). Eu amei participar dessa brincadeira repleta de pessoas queridas e blogueiras que eu admiro tanto e que eu gosto tanto <3  E obrigada à minha amiga secreta pelos presentes que foram maravilhosos!

sei lá

pessoal /

Esse é mais um daqueles textos que podem não fazer sentido pra você, mas são de extrema importância para mim e eu preciso falar, anyways.

d6128bc5b595740ca27a97f99ab3242d

Nesse final de semana fui para São Paulo, uma cidade que, ainda que negue, significa muito sobre quem sou, do que eu gostaria que significasse. Foram diversas as motivações para essa viagem, algumas mais honradas que outras, mas haviam diversas razões.

Desde que voltei para o Brasil, sinto uma inquietude gigantesca, um coração apertado que é ignorado diariamente. Não é porque eu tenho medo de pensar sobre isso. É só porque isso demanda um tempo de reflexão que eu não tenho, no momento.

(Tempo-que-não-tenho, algo que pode ser uma mentira, mas não sei. De verdade).

Enfim, estava eu, em São Paulo, minúscula e gigante ao mesmo tempo, vivendo coisas que gostaria (e não gostaria). No meio dessa experiências boas e ruins, lembrei de uma coisa muito importante: me deixei de lado, por razão alguma, e acabei esquecendo de quem eu sou.

Eu não sou mais adolescente, minhas pernas cansam, minha diposição não é mais a mesma e eu estou vivendo aquele limbo esquisitíssimo de não-é-mais-adolescente e não-é-adulta-ainda (somado com o período de inferno astral que acabei de descobrir que me encontro em). E eu sinto a necessidade de achar um responsável por ter me desencontrado, que não seja eu. Não sei se posso culpar “as minhas responsabilidades”, que acabaram por esgotar toda a autenticidade que havia em mim. Me distanciei dos meus livros, das minhas músicas e das minhas paixões.

O cotidiano fode, em 10 minutos cheguei nessa conclusão. Talvez essa frase não teria sentido para a Giovanna de 2, 3, 4 anos atrás. Mas pra de (quase) 22 anos, faz. E muito.

Não tenho como retirar a minha própria culpa. Eu deixei, eu me permiti. Deixei que o sono tomasse conta, me afastei dos desafios e deixei-me seguir pelo mais fácil, pelo menos complexo, menos penoso. Mas dá para se culpar se o caminho escolhido foi pra menos doer? Não foi consciente, sério. Eu doí demais por muito tempo que foi automático escolher pelo (quase) indolor. Seleção natural, talvez.

E voltamos pra um ponto que sempre foi muito claro pra mim, ainda que de contra-gosto: eu só sou eu, quando dói. quando machuca, quando tá azul.

E ainda: será que eu estou fazendo um big deal over no shit? Será que minhas (recentes) decisões estão certas sim, o caminho dolorido não deve ser seguido?

Eu não sei, de verdade.

IMG_6010.JPG

Hey! Na tarde de ócio que foi hoje tive uma maravilhosa (porém nada original) ideia. Eu sou exatamente a pessoa do “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” (por favor!!!), mas eu sou muito boa em racionalizar as coisas e ver a “big picture” quando preciso.

De vez em quando eu recebo uns emails muito queridos de pessoas me pedindo conselhos e eu adoro responder e dar essa atençãozinha pra vocês. Sem falar que é interessante parar um pouquinho para pensar em ajudar o outro e acabamos nos ajudando! E vem pergunta sobre tudo, namoro, viagem, faculdade, estudos, sexo, feminismo,…, tanta coisa!

Ainda não sei se farei em vídeo ou por post mesmo. As “respostas” serão anônimas, exceto quando vocês falarem que tudo bem mostrar o nominho.

Mas como faço pra mandar? Tem tantas formas… Mas vamos combinar três jeitinhos: ou por mensagem na página do Facebook, ou por comentário (que aí eu nao aceito!) ou por email no contato@avecgigi.com. Se for meio grande, melhor mandar por email que fica mais fácil pra organização.

Não sei se vocês gostam da ideia, mas achei um bom jeitinho de criarmos uma “ligação” legal <3

Beijoquinhas :*

o meu obrigada

pessoal /

Hoje é dia de parar um pouquinho e agradecer tudo de bom que a vida oferece à gente todos os dias. À todos os momentos gostosos que nos fazem bem, à todas as pessoas queridas que nos querem bem.

Refletir e dar graças não é uma tarefa tão fácil, especialmente hoje em dia, mas é algo que devemos nos forçar a fazer aqui e acolá.

Estar longe da maior parte da minha família e dos meus amigos, me ensinou ser muito grata à eles. Não só pelo companheirismo, mas também por todas as pequenas lições que me ensinaram ao longo do tempo. Todos os momentos que dividimos que acabaram virando memórias e histórias, que guardarei pra sempre no meu coração.

Também sou grata à todos os momentos de dificuldade que eu passei, que me trouxeram até aqui e que acabaram me fazendo mais forte. Essas experiências me prepararam para desafios enfrentados e outros que ainda estão por vir. As coisas nem sempre parecem certas, mas eu tenho uma fé gigante que depois de um tempo elas vão fazer muito mais sentido.

Sei que não é Thanks Giving aí no Brasil, mas mesmo assim, gostaria de agradecer à todos que passam pela minha vida e tentam adicionar algo bom à ela. Queria agradecer à todas as pessoas que dedicam um tempinho do seu tempo para ler o que eu escrevo aqui no Avec e meu videos no meu YouTube. Pode não parecer, principalmente pelo meu recente sumiço (que explicarei melhor em um video), mas o Avec Gigi é uma parte muito importante de mim e cada comentário, like, compartilhamento significa muito pra mim. E eu gostaria de agradecer à todos que fazem parte dessa grande ~bola de amor~ que é esse espacinho.

Não posso deixar de agradecer minha família, por me ensinar ser uma pessoa boa e me ensinar valores que são tão importantes pra mim. Obrigadinha por meu namorado, por ser meu companheiro mesmo de longe, sempre me ajudando e me deixando felizona <3 E também um thanks pro meus amigos por estarem sempre do meu lado, me fazerem me sentir tão querida e amada, mesmo que de longe. Sinto muita falta de vocês. And also, a special thanks to the friends I made here. Without you, my time here would’ve been very difficult. You guys make me feel loved and home (:

Thanks for the love, porque no final é isso que conta, o amor que você dá e o amor que você recebe <3

anigif_original-15283-1444853410-4

“A gente nunca sabe o dia de amanhã”, uma das frases que minha vó sempre diz  pra ilustrar como as coisas vão além do nosso controle e nem sempre podemos ter certeza como vai ser o desenrolar da nossa história. E, na minha opinião, essa é a frase que sintetiza viver com um problema psicológioco.

A gente nunca tem certeza de muita coisa. Não dá pra saber direito se amanhã vai ser um dia bom, ou se vai ser um dia daqueles, aqueles dias que cada minuto é um desafio à ser enfrentado. E o pior é que os desafios não são externos. Não é um morro pra subir, ou uma parede pra quebrar. Os obstáculos estão dentro de você e nem sempre dá pra se entender muito bem e, principalmente, lutar contra você mesmo.

enhanced-31580-1445964609-9

A vida inteira encarei “ser ansiosa” como uma característica minha, do mesmo jeito que dizem que alguém é alto, bonito, tem olho azul, é engraçado,…, Ou seja, a ansiedade era mais uma dessas coisinhas que me definiam, assim como meus olhos escuros ou minhas sobrancelhas marcadas. Mas não é muito bem assim que funciona, estar ansiosa com alguma coisa muitas vezes pode ser um sentimento gostoso, mas há algum tempo descobri que não era exatamente o que acontecia comigo.

enhanced-buzz-7312-1380911589-13

Eu fui realmente diagnosticada com Transtorno de Ansiedade Generalizada há menos de um ano, mas essa “condição” me acompanha há mais tempo que posso calcular. Por muito tempo achei que minha falta de vontade de sair ou a necessidade que sentia de ficar deitada era preguiça, mas hoje eu entendo que eu tenho uma doença que às vezes tira aquela energia vital que nós temos (e em alguns casos, é por isso que eu me afasto do blog).

Nós não falamos sobre doenças mentais, é algo que a sociedade não perde um tempinho pra falar sobre. Hoje, eu não tenho problema em falar que eu tenho uma doença mental, mas eu vejo na cara das pessoas um “susto” toda vez que eu falo disso. Ter alguma doença mental, é igual a ter qualquer doença física. Não podemos continuar tratando quem sofre com algum problema psicológico diferentemente de como tratamos alguém que tá doente (fisicamente). Não é fingimento, não é “drama”, não é ser “fraco”. Nós sabemos que tem gente muito pior que a gente, que devíamos ser gratos por não estarmos passando fome, por temos uma cama, um trabalho, etc e etc… Infelizmente, ainda nos sentimos mal.

Não sei se eu já comentei aqui, mas eu tenho um problema gigantesco em me relacionar com pessoas. Eu acho que todo mundo me odeia e que estão falando mal de mim e coisas assim. Eu sempre acabo me machucando por pensar demais e criar histórias em minha cabeça. Posso ter te conhecido há 2 minutos, mas já vou conseguir imaginar milhões de motivos pra você me odiar e inclusive ter uma “história” pra isso. E é simplesmente algo que eu não consigo controlar.

enhanced-6317-1445895788-1

Eu não tenho uma receita para viver com a ansiedade, porque não estou totalmente dominando essa vida. É super difícil, porque tem dias que eu não quero fazer nada. Eu acho que tenho sorte de ter pessoas do meu lado (principalmente meu namorado) que me ajudam muito e tentam deixar meus dias mais felizes e um pouco menos pesado.

Eu sinto que a sociedade em geral quer uma felicidade 24h por dia. Eu não sou feliz 24h por dia, muito pelo contrário (vamos lembrar até que me identifiquei com a Tristeza no Divertidamente, né?!). E eu não quero reforçar esse “estereótipo” social fingindo que eu sou feliz 100% do tempo aqui no blog. Por isso me sinto obrigada à vir aqui e postar esse textinho e contar um pouquinho mais sobre quem eu sou de verdade.

A gente precisa falar sobre doenças mentais. E precisamos mais ainda aceitar que elas são tão normais como ter alguma doença física. E mais: precisamos entender e cuidar das pessoas que amamos e que sofrem com isso.

Olhei no calendário e vi que era dia 5 e me dei conta que não tinha vindo aqui fazer o ~resuminho~ do mês e o pior: me toquei que não tinha feito o resumo do mês de agosto e me senti mais que na obrigação de vir aqui para contar o que tem se passado na minha vida!

Setembro passou rápido, mais rápido que agosto. Se eu tivesse no Brasil, ia ficar muito feliz porque isso quer dizer que o natal tá mais perto. Mas como estou aqui, eu fico extremamente triste. Não quero ir embora, não quero que o natal chegue.

Ao mesmo tempo que sinto saudade dos meus amigos, da minha familia e do meu namorado, não quero abrir mão de estar em outro país, aprendendo coisas novas diariamente e fazendo coisas que sei que não vou fazer no Brasil. E quando eu digo “fazendo coisas” eu quero dizer: andar na rua quadras e mais quadras sem medo, andar de bicicleta, ir em museus e ver gente nova. Sei que parece que estou sendo mimada e idiota, mas de verdade, estar aqui foi uma das melhores coisas que já me aconteceu!


Instagram


Posts e Vídeos do Mês


Filmes que vi e livros que li

Basicamente tá complicada a vida de livros. Não tô conseguindo me focar muito em ler além das coisas da escola… Eu comprei o #Girlboss e estou lendo devagarzinho, mas não tô empolgadona não. Eu comecei e terminei de ler o We Should All Be Feminists, da Chimamanda Ngozi Adicei, que basicamente é a transcrição de um discurso que ela fez do TED uns anos atrás. Acho que é material de leitura básico pra todas as mulheres.

Eu comecei e terminei de ver Narcos (★★★★★…) no Neflix e amei amado. Eu tenho esse caso de amor com o Wagner Moura que já vem de anos. Nada cura, nada diminui esse amor, muito pelo contrário, Narcos só fez a chama do amor crescer ainda mais s2s2s2.

Também fui no cinema ver Black Mass(★★★1/2), que é o filme novo do Johnny Depp e bem, atuação fantástica, mas o filme deixou à desejar, na minha humilde opinião. Vai ver que foi porque vi o filme todo em inglês e posso ter me perdido no meio, mas não foi algo que amei não. Também vi Aloha (★★★), um filme meio sessão da tarde que tenta entregar algo, mas não chega nunca.


Eu sei que tô sumida daqui, eu sei que não tô conseguindo fazer metade do que eu prometi, mas sendo bem sincera, eu tô pra lá de desanimada com o blog. Ao mesmo tempo que eu sei que tenho leitores maravilhosos e que amo muito dividir minha vida com vocês, vira e mexe eu fico pensando “o que eu tô fazendo com a minha vida”. Porque quem tem blog sabe: é trabalhoso e pode acabar se tornando mais uma obrigação do que um hobbie, e bem, não é isso que eu quero que aconteça aqui.

Inclusive, não sei mais se vou continuar fazendo fragmentos porque dá um trabalhão e eu nunca fico satisfeita com o resultado. Sabe, eu queria muito viver do blog, queria muito poder não me preocupar com o futuro pois eu poderia confiar que eu iria viver de publi e de views do YouTube, mas isso tá bem longe da minha realidade. Então, sempre rola uma dúvida gigantesca se eu estou fazendo o certo.

Desculpa aí o #desabafo, mas sempre quando eu resumo o mês acabo abrindo meu coração pra vocês! Nós vemos mês que vem <3

 

Mas olha só, falei que ia voltar aqui hoje pra contar uma novidade e voltei! E voltei pra ~anunciar~ uma coisa que queria fazer há muito tempo mas que não rolava por falta de tempo e que agora vai engrenar (se a deusa quiser, haha)!

Eu amo muito o YouTube e já falei isso váááárias vezes e vocês tão cansados de ouvir. Acho uma plataforma incrível, tanto pra produzir conteúdo quanto para consumi-lo. E acho bem legal o fato que eu faço as duas coisas, ou seja, produzo videos e passo grande parte do meu tempo vendo videos de outras pessoas. Porém, produzir conteúdo pro YouTube geralmente leva mais tempo do que produzir conteúdo para o blog, infelizmente, e por isso acabo fazendo menos que gostaria.

Mas os tempos mudaram, minhas queridas e meus queridos. Agora vai ter video novo toda quinta-feira! SIM, você leu direito, toda quinta feira você pode acessar meu canal do YouTube, as 11h, e ver um video novinho e fresquinho feito com amor e carinho pra você <3

Tentarei variar o máximo possível, porque eu acredito que vocês não estejam aguentando mais assistir Fragmentos, que é basicamente a única coisa que venho postado por lá. Mas sempre na primeira quinta-feira do mês, o video será Fragmentos, por motivos óbvios. (Se você não sabe o que esse projeto é, clica aqui e venha conhecer mais sobre! Espero que goste!).

Então, tirando essa data, vocês sempre terão um video novo e sobre alguma coisa randômica. Mas como eu não sou um poço de imaginação, precisarei de sugestões!! Inclusive, estou reunindo perguntas sobre o intercâmbio para responder no YouTube! Por isso: deixem nos comentários suas dúvidas que eu responderei.


Para deixar todo mundo ~a par~ dos videos, postarei aqui no blog na semana seguinte, mas não se esqueçam de se inscrever no canal para ver tudo fresquinho e direto da fonte ;)

O video ~da vez~ é o Fragmentos de julho, que como eu disse que aconteceria no de junho, começou no Brasil e terminou aqui nos EUA. Então ele é mais que especial, porque reúne meus últimos dias na minha casinha, minha despedida e toda a minha viagem pra cá. E é claro, os dias que passei com a minha irmãzinha aqui em Chicago.

São fragmentos muito bonitos da preparação e do começo dessa minha aventura, então é tudo muito querido por mim <3 Então espero que vocês gostem tanto quanto eu gostei de fazer, porque eu fiz com muito amor e carinho (e um bucadin’ de lágrimas!). Não se esqueçam de se inscrever no canal, vou ficar hiper feliz se o fizerem, hehe.

beda

Há alguns dias vim aqui, nesse BEDA maravilhoso, contar como foi a minha experiência de ir no Lollapalooza de Chicago. O que eu não contei muito bem foi que, para embarcar nessa aventura, eu estava by myself, ou seja, sozinha. Como (ainda) não conheço pessoas ~jovens~ ~descoladas~ e da minha idade por aqui, não tinha companhia para ir no festival.

Como aqui não tem tempo ruim, eu fui sozinha mesmo, porque não ia deixar a oportunidade de a) ir no Lolla, b) ver Paul McCartney passar! Mas, pra não me sentir tããão sozinha assim, fingi que vocês estavam comigo e fiquei conversando com a câmera, porque eu sou assim. Ou seja: EU FIZ UM VLOG DO LOLLAPALOOZA!

Tá tudo alí, bem bonitinho pra eu e vocês vermos! E o mais legal é que daqui um tempo eu posso assistir tudo de novo e matar a saudades desse momento mais que especial! Mas ó, se vocês quiserem saber mais sobre o festival, eu fiz um post contando tudinho, tintin por tintim, aqui no blog, não deixa de ver!

E a partir de agora, toda quinta-feira  tem video novo no canal lá no Youtube. Então clica aqui pra se inscrever no canal e não deixa de ver o ~lançamento~ de hoje clicando aqui! Beijos e até amanhã :*

beda

julho em um post

pessoal /

Fazem 8 dias que julho acabou, mas como meu computador foi pro concerto, então não tive como ver aqui antes! Mas vamos lá, julho foi um mês de mudanças, certo?! Saí do Brasil dia 26 e me mudei para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que fiquei super feliz de vir pra cá, fiquei muito triste de deixar pessoas que eu amo para trás, como escrevi aqui. Inclusive, ainda bate uma dorzinha quando penso no meu namorado e na minha família que ficaram pra trás.


Instagram


Posts e Vídeos do Mês


Filmes que vi e livros que li

Esse mês foi um mês com alguns filmes e livros, yay, viva as férias! Consegui terminar Lugares Escuros, da Gillian Flynn, que já tinha contado pra vocês aqui! Achei bem legal, mas não tão bom quanto Garota Exemplar, mas vale o tempo envolvido! Estou procurando novos livros pra ler, hehe.

E bem, esse mês continuei na campanha “Cinemark, mereço minha pipoca de graça”! Vi dois filmes no cinema, como podem ver pelo meu perfil no Letterboxd: Meu Passado Me Condena 2 (★★★), que repete os clichês do primeiro filme, mas mesmo assim nos divertiu muito, e O Homem Formiga (★★★★), que foi o melhor filme da Marvel do ano, na minha opinião. eu fui bastantinho no cinema! Todos foram vistos com o melhor companheiro de cinema, o Douglinhas! (Estou triste de estar longe dele e não ter mais esse maravilhoso companheiro comigo!)


Esse mês foi muito amor! Comecei meu intercâmbio nele e estou muito feliz com tudo, mesmo com as saudades ): Mas aproveitei o máximo que consegui a minha família no Brasil antes de vir pra cá (mas a saudade é a mesma, né?!). E claro, consegui ir no Lollapalooza daqui de Chicago e ver o Paulzinho ♡ Semana que vem sai o Fragmentos de Julho, que não consegui editar ainda ):

Espero que vocês tenham gostado desse e de todos os posts de julho… E claro, espero que julho de vocês tenha sido tão especial quanto o meu mês e que agosto seja ótimo para todos nós <3 Beijocas :*

beda

802232091_10473121406673141381

Estive sumida? Estive sumida. Estou me sentindo culpada? Mazomenos, porque foram várias coisas que rolaram nesse meio tempo e nem deu tempo de respirar direito, hehe. Deixa eu explicar, desde a última vez que vim aqui e fiz esse post fiquei super doente, o que me deixou incapacitada se sentar, tirar fotos ou gravar qualquer coisa… Mas se você me segue no snapchat , já sabia disso. E se não segue, para tudo e vai lá seguir: @gmichelato.

Quando consegui me recuperar da gripe, viajei com o namo pra casa dos meus avós para ficar um tempinho com eles e tomar umas vacinas e ir ao dentista.

Voltei só quarta e agora estou tentando colocar as coisas em ordem porque estou indo pro intercâmbio semana que vem <3 Então é bastante coisa pra se fazer nesse meio tempo, sabe?! Tenho médicos para ir, malas para arrumar, resolver alguns probleminhas, cortar o cabelo, fazer limpeza de pele e muitas outras coisinhas, passar um tempo com as pessoas que eu amo…

É muito engraçado porque eu nunca tive tamanha necessidade de usar minha agenda pra tentar programar tudo que tenho que fazer, pessoas que tenho que ver… Pra vocês terem ideia da correria.
Mas mesmo assim, quero muito gravar alguns vídeos aqui, antes de viajar. Vai ter fragmentos sim, então vocês podem ficar traquilos, mas quero ajudinha pra decidir os outros vídeos:

  • Quero gravar um vídeo com o namo… Alguém tem alguma sugestão de TAG ou qualquer outro video para gravarmos?
  • Perguntas sobre intercâmbio! Está nos meus planos fazer alguns vídeos assim, mas por enquanto só consigo responder sobre o processo pré-chegada. então preciso muito de perguntas pra responder em um vídeo!
  • Qualquer outra sugestão em que eu necessite responder aqui no meu quartinho, já que eu não terei ele por perto até ano que vem!

Não sei quando vou ter tempo e um lugar pra sentar e gravar vídeos, mas como vlogs são mais fáceis, tentarei dar uma chance pra eles. Não sei se é um formato que vocês gostam, mas acredito que vai ser o formato mais acessível até eu ter um tripé/cadeira/quarto, haha.

Não sei se comentei por aqui… Mas estou pensando em mudar minhas redes sociais para @avecgigi. Sr. Douglas disse que a ideia é mais ou menos… De qualquer forma, queria saber a opinião de vocês <3 Desculpa pelo post chato, haha, mas é que preciso de um ~feedback~ mesmo. Mil beijocas :* (prometo posts mais legais logo-logo!)

no shit, sherlock

Criar conteúdo é muito difícil. Isso é uma das maiores verdades do mundo e com o passar do tempo, todo mundo que tem um blog vai enfrentar esse branco gigantesco de não sabe o que postar. Infelizmente, ou felizmente (depende da maneira que você olha pra isso, não existe uma árvore de ideias de posts ou pautas. Tudo vem da minha cabeça, de coisas que eu vi no mundo a fora, de coisas que eu vivi.

Ainda que seja difícil, acho muito legal ter ideias do nada e correr pro blog pra dividir com vocês. Acho que esse é o objetivo da coisa: dividir experiências, dividir conquistas, compartilhar… Se a felicidade só é real quando compartilhada, eu posso dizer que sou muito feliz, já que sei que várias pessoas leem o que eu escrevo!

Sempre digo isso aqui: eu sou uma pessoa normal, daquelas que você vai cruzar no supermercado e nem vai notar. Eu não tenho uma equipe gigantesca pra me ajudar a fazer posts… Na verdade, sou só eu e de vez em quando o Doug me dá umas ajudinha no ~photoshop~ e coisa e tal. E eu quero que fique assim, sincero e verdadeiro. Não tô aqui pela fama, não tô aqui pelo dinheiro (mas se quiserem contribuir, minha conta é 81972292,HAHAHA brinks). Estou aqui para dividir. E bem, eu só consigo gostar de blogs que estejam aqui pelo mesmo motivo (como vocês podem ver no meu blogroll).

Mas não ganhar milhares de dinheiros com o blog, não significa que eu não valorize o conteúdo que eu crio e muito menos que eu não valorize as pessoas que lêem o que eu escrevo. Porque assim… vocês não tem ideia de quanto o click de vocês vale! 


 

Não sei se vocês já pararam para ler o Media Kit de algum blog que vocês acompanham, mas cada click de cada leitor é rentável. Quando uma marca “x” vai anunciar no blog “y“, ela leva em consideração quantos acessos tem no blog, qual é a media mensal de pageviews… Ou seja, mesmo se você esteja só ~passeando~ no blog de alguém que não gosta, você está ajudando na rentabilidade no blog!

Eu, felizmente, nunca tinha levado nenhuma ~passada de perna~ de nenhuma blogueira e não tinha vivenciado o ódio que é sentir ter seu trabalho “roubado”. Mas, infelizmente, tenho amigas que já sofreram com isso e por isso sempre tentei ficar de olhos abertos à todos que coloco em volta de mim! Porém, pra tudo tem sua primeira vez

Não vou dar nomes aos bois, porque até publicidade negativa é… publicidade, mas recentemente venho observando que uma mocinha está se empenhando para “copiar” alguns posts e algumas coisas que eu faço. E essa mesma mocinha já fazia isso com o trabalho de outra amiga minha! É um sentimento muito ruim de se sentir plagiada, de ter aquelas horas de desde pensar na ideia até tirar fotos e efetivamente apertar o botão “publicar”, roubada.

Não me entendam mal, eu sou super a favor à inspiração e me sinto muito feliz quando alguém vem me dizer que gostou de algo que eu fiz. O problema em questão é outro, o problema aqui é falta de caráter. O mundo tá repleto de posts para serem feitos, então porque copiar o meu? É mais fácil, claro.., mas duvido que um post copiado traga sentimentos bons.

Eu não sei realmente onde quero chegar com esse texto, só sei que estou meio chateada em saber que algumas pessoas tenham um pingo de peso consciência a ponto de não pensar que é errado fazer um post copiado de outras pessoas. Que não é legal tirar fotos iguais, ou copiar estilo de escrita, ou até a decoração do quarto.

A linha entre cópia e inspiração não é tão tênue assim não… E não é preciso ser um gênio para saber quando uma inspiraçãozinha virou uma cópia deslavada… Não quero entrar na matéria legislativa da coisa, mas qualquer um que já fez algum trabalho de escola na vida, sabe que plágio é crime.

Não vou gastar meu tempo e energia processando pessoas assim, ou desejando mal à elas. O que quero que aconteça é uma reflexão entre nós, leitores! Será que meu pageview é valorizado por a blogueira x, ou y? Será que eu quero ser uma estatística no mídia kit dessa pessoa?

Eu amo muito a blogosfera e amo mais ainda vir aqui escrever o que penso. E é por isso que quero tanto que pessoas boas, que fazem isso por amor, cresçam. Infelizmente, o que posso fazer pra que isso aconteça é indicar meus blogs do coração, que são de pessoas que eu confio e acredito, e também não dar meu view pra pessoas que basicamente só absorvem conteúdo dessas e reproduzem pra ganhar $$ e atenção.

Sem mais por hoje ):

intercâmbio

Isso não é realmente um segredo, o que aconteceu foi que não contei, oficialmente, a única coisa que fiz foi dizer que minha vida iria mudar nos próximos meses… Dei dicas aqui e acolá, mas fiz um ~mistério~, porque tinha medo de contar e tudo dar errado (sou dessas, gente!). Mas, agora que está tudo certo, vamos lá: estou indo fazer intercâmbio! Tanãnnnn!!! E quando eu digo intercâmbio, é intercâmbio mesmo, não é só um curso de inglês de alguns meses, ou uma viagem de férias estendidas…. Estou-indo-morar-e-estudar-fora!

Pois bem, espero fazer um video em breve contando tudo certinho e tenho certeza que aparecerão alguns videos nos fragmentos de junho sobre o assunto, mas por enquanto vou somente dar um “panorama geral” dessa loucura que alguma de vocês já tinham adivinhado nesse post aqui!

Daqui exatamente um mês irei pegar um vôo para os Estado Unidos, onde estudarei pelo próximo semestre. Aqui no Brasil sou estudante de Direito, porém, Direito é “pós-graduação” lá, então farei matérias de pre-law, ou seja, as matérias que as pessoas fazem antes de entrar na universidade de Direito.

Minha universidade fica em Illinois, em uma cidade da “região metropolitana de Chicago”, algo entre 20 milhas de distância! Como quero ter uma full-experience do meu intercâmbio e de como é estudar em uma universidade americana, vou ficar hospedada no dormitório da universidade, onde dividirei o quarto com outra mocinha! Por enquanto não tenho a mínima ideia de quem ela seja, de que curso ela faça ou se ela vai gostar de mim (o que me deixa bem nervosa), mas com o passar do tempo vou contando pra vocês.

Acredito que o assunto intercâmbio seja algo do interesse de muitas de vocês, já que eu, particularmente, sempre amei ler sobre e pesquisar sobre e me imaginar morando em outro país. O que sempre me irritou foi que as pessoas não davam respostas muito claras e eu ficava meio sem saber por onde começar a procurar uma maneira de realizar esse sonho. Sendo assim, me proponho a fazer vários videos sobre o tema, inclusive antes de ir!

Quando pensei em fazer intercâmbio, sabia que ia ser complicado, mas não tinha ideia que ia ser tão trabalhoso. Ser aceita na universidade, que eu achei que ia ser o mais tenso, acabou sendo a parte mais “simples”… São taxas pra pagar, fazer visto, pensar em o que preciso levar, deixar tudo pronto aqui… Meu deus, cês nem imaginam! Ainda mais porque o consulado americano cancelou TODAS as entrevistas do dia 15 de junho até o final do mês, por conta de alguma falha de segurança no sistema deles. E adivinha quando foi minha entrevista? No dia 12, ou seja, o último dia que foram realizadas as entrevistas antes de dar esse problema. Parece que a sorte sorriu pra mim dessa vez, não?! E meu passaporte chegou hoje, faltando exatamente um mês para eu embarcar para a maior aventura da minha vida até então!

Eu gravei vários pedacinhos dessa trajetória, inclusive quando eu recebi a minha carta de aceite da universidade, que foi um momento muito esquisito de vários sentimentos juntos! Conto com vocês para me mandarem dúvidas para eu responder em vídeos! Pode perguntar qualquer coisa, porque sabe né, somos migos-tudo!

junho em um post

pessoal /

O mês do meu aniversário acabou ): Mas tá tudo bem porque ele foi fantástico! Tanta coisa boa que nem consigo contar tudo pra vocês, ou ficaria horas e horas escrevendo esse post. Mas a questão “chave” desse mês foi a gratidão que senti por ter tanta gente maravilhosa do meu lado…

A vida não é fácil, são desafios diários e alguns são mais difíceis que os outros… Ter as pessoas certas ao seu lado faz toda a diferença! Eu falei sobre isso aqui, no post que fiz sobre meus 21 anos!


Instagram


Posts e Vídeos do Mês


Filmes que vi e livros que li

Deixa eu contar que esse mês e li um livro todinho e comecei mais um!!! Estou de parabéns, não?! Haha. Então, o livro que li foi Até Você Ser Minha, da Samantha Hayes. Basicamente é um livro bem no estilo de Garota Exemplar, sabe?! Um pouquinho de suspense e personagens femininas fortes… Achei legal, espero conseguir fazer uma review que preste dele, em breve!

O livro que comecei a ler foi Lugares Escuros, da Gillian Flynn, a mesma autora de Garota Exemplar… Bem, como vocês podem ver eu só ando lendo esse tipo de livro, então se quiserem me indicar algum livro legal (desse gênero) e de outros, eu agradeço, haha! E ah, vocês podem me seguir lá no Goodreads e acompanhar todas minhas resenhas e as coisas que leio.

E bem, como vocês podem ver pelo meu perfil no Letterboxd, eu fui bastantinho no cinema! Eu inclusive acho que o Cinépolis e o Cinemark deviam me dar pipoca de graça, já que eu gasto ba$tante por mês em cinema, haha. Os filmes que vi foram: Jurassic World (★★★), um filme divertido, mas nada além disso; Divertidamente (★★★★★), que pra mim é a obra prima da Pixar, ganhando até de Toy Story e Vida de Inseto; e Minions (★★★★), divertido e amarelo, haha!

Na minha casinha, além das séries habituais (sdds, Jon Snow), vi Chef, um filme muito bom que está disponível no Netflix. Minha dica é: não vejam com fome!


Esse foi meu mês ♡ Amanhã saí o fragmentos e um post super especial contando uma noticia super especial pra mim! Espero que vocês tenham gostado e espero que junho de vocês tenha sido tão especial quanto o mês e que julho seja ótimo para todos nós <3 Beijocas :*

minha semana #3

pessoal /

Sei que não é sempre que faço isso, mas cá estou eu, de novo, para mostrar um ~overview~ da minha semana pra vocês! Por sinal, essa semana foi hiper-mega feliz, porque agora é oficial: estou de férias! Nada é mais gostoso do que saber que sua única obrigação durante um mês inteirinho é fazer nada, hehe. O alívio de ter passado em todas as matérias, já que minha universidade é semestral, é maravilhoso, porque estava extremamente cansada nesse semestre!

Além disso, essa semana foi gostosa porque saí com alguns amigos e fui no cinema com a família para ver Minions, um filme muito fofinho e engraçado, contrariando a opinião da fofa da Duds, haha! E ah, tudo que precisava para fazer o post sobre a ~mudança~ na minha vida foi resolvido e ainda essa semana entra o post! Estou muito feliz por compartilhar isso com vocês <3


Minha semana em imagens!

802609719_12224486697625290645

matheuzinho <3 (que tem um instagram repleto de fotos incríveis!)

702415579_1969777215409670394

gigi na baladinha, rere

802332094_15255342146810393184

eu e ~mozinho~ no New York Café!


Fragmentos:


Links maravilhosos:


Essa foi a minha semana contada ~rapidamente~… Porém, espero voltar aqui várias vezes durante essa semana <3 Inclusive, para contar o que estou fazendo tanto ~suspense~, haha! E a semana de vocês? Como foi?

Fragmentos

Você já parou para pensar como você gasta o seu mês? Bem… De um tempo pra cá comecei a pensar muito nisso e por isso criei esse novo projeto, o Fragmentos.

A ideia do projeto é juntar vários “pedacinhos” dos meus dias, em forma de vídeo, e juntar no final de cada mês. Parece simples e fácil, eu sei, mas acabou virando um desafio porque eu acabo esquecendo de filmar e as memórias ficam sem registro! Mas de qualquer forma, o resultado dos primeiros meses foi incrível.

Falando assim, parece besteira, mas é muito bom registrar algo de você para você! Além de ser um momento para rever momentos quentinhos do meu mês, também serve como um exercício pessoal de ver a vida com outros olhos. Parar para pensar em como registrar algum momento querido do meu dia para mim e consequentemente para vocês!

  • Janela do meu quarto;
  • New York Café;
  • Left 4 Dead;
  • Aniversário da Dan no Officina Restô Bar;
  • Almoço de aniversário do Doug no Madero;
  • Filme: God Help The Girl;
  • Cena de Game of Thrones;
  • Momento de decepção ao gravar esse video;
  • Douglas jogando Papers Please (sem a minha permissão)

Minha vida vai mudar muito no próximo mês e logo-logo vou sentar aqui e contar tudo pra vocês (: E essa foi uma das principais razões que resolvi deixar guardadinho, ainda que em video, um pouquinho da minha vida atual. E até sentarmos para conversar, espero que vocês gostem de ver um pouquinho de como vivo ela agora!

Espero que o video tenha causado um pouquinho de quentinho no corações de você, como causou no meu ao rever o video novamente. Não esqueçam de me dizer o que acharam nos comentários, viu?! <3

702429793_2962709327985172208

Oi.
É hoje. Depois de uma longa espera, ok nem tão longa, tenho 21 anos. Não sei muito bem porquê, mas sempre vi 21 anos como a idade que realmente ficaria adulta… Talvez seja porque posso ir pra Las Vegas jogar em um cassino ou porquê sou maior de idade em qualquer parte do mundo, mas é… acho que agora posso ser considerada adulta.

Fazer 21 anos feels almost the same de fazer 20. O peso da responsabilidade aumentou, assim como o sentimento de “preciso andar sozinha, com minhas próprias pernas”. Acho que é uma característica da minha “geração”, sentir esse desejo de crescer e dúvidas tão grande de “quem vou ser quando crescer?” Quem é você, Giovanna? Quem você é, agora que cresceu?

De qualquer forma, fazer 21 anos não foi de “graça”, muita coisa ficou no caminho. Foram muitos amigos, muitos amores, muitas lágrimas, assim como muitos sorrisos, muitos sonhos… Mas no exato momento que esses ficaram pra trás, outros surgiram… Eterna renovação do ciclo da vida, não?

702425526_7717888796200555178

Acho que o que mais aprendi nesse ano-de-20-anos é que sonhos não são de graça, ou melhor, sonhar é de graça sim, mas realizá-los, não! Às vezes custa pouco (algumas noites mal dormidas, talvez), e, às vezes, custa muito! Saber se um sonho vale a pena é muito importante e ninguém te conta isso… Tive que aprender sozinha. Talvez seja por isso, porque é uma luta muito interna: decidir se vale a pena…

Estou feliz em fazer 21 anos, mas ao mesmo tempo assustada. Crescer é uma grande aventura e não tem como parar, temos que ser fortes e suportar. Continuar nem sempre é fácil, mas so far so good! O tempo é muito bom, querendo ou não. Conforme ele passa conseguimos entender um pouco melhor o mundo e o mais importante, conseguimos nos entender e conhecer melhor! A gente não consegue conhecer-de-verdade ninguém além de nós mesmos e a maioria das pessoas passam a vida inteira sem nem tentar entender um pouquinho o que acontece…

802132683_10797690283104696327

Auto-conhecimento e força são coisas que acho muito importante agora. E, querendo ou não, me auto-conhecer contribuí muito para que tenha força para enfrentar as coisas tensas da vida… Esses próximos meses do ano têm tudo pra me ensinar pra mim mesma sobre quem sou e me exigir uma força para enfrentar as dificuldades o máximo que eu puder! Não posso dizer que não esteja assustada, porque estou sim. É aquela velha história de que viver é uma grande aventura e quer saber: estou pronta pra ela!

Quero que esse meu “21 anos” seja de aprendizado, quero me entender o máximo que der. Quero ter força para conseguir enfrentar os desafios que estão vindo. Quero aproveitar o máximo possível do tempo que tenho com as pessoas que amo e mostrar pra elas o tamanho do meu amor. Quero viajar, quero conhecer gente nova, quero aperfeiçoar meus novos hobbies, mas sem deixar os velhos pra trás…

 

Gente… Eu quero tanta coisa pra esses meus 21 anos que nem sei colocar em palavras. O que sei é como me sinto: um pouco nervosa, um pouco ansiosa, um pouco assustada mas querendo muito me aventurar! E claro: estarei aqui, nessa cantinho que não é mais só meu (mas que é nosso), para devir as minhas aventuras, meus sonhos, minhas frustrações e tudo mais que acontece na minha vida.

Só tenho à agradecer, estou cercada de pessoas maravilhosas que me ajudam a conquistar o que quero. E além disso, cercada por todo mundo que entra aqui no Avec e participa (nem que seja um pouquinho) da minha vida. Ainda que minha vida esteja muito diferente do que eu imaginava, quando tinha uns 15 anos, estou feliz por quem eu sou, por onde estou e com quem estou caminhando. Tenho muita sorte de ter uma família incrível, um namorado maravilhoso e amigos queridíssimos! Se continuar assim, já está bom demaisssshhh!

Já falei demais, não?! Mas cês sabem, né?! Meu apelido podia ser Gigi-textão porque that’s me! Obrigada pra todo mundo que me acompanha e obrigada, principalmente, por todas as mensagens bonitas que deixaram <3 Beijocas em cada um de vocês :*

Durante meu banho de hoje fiquei pensando se fazia, ou não, esse post. Diferentemente dos outros anos, quando eu penso “no que eu quero ganhar de aniversário”, não penso em coisas… Penso em momentos. Não é que eu não queira ganhar presentes, porque (hehe) eu adoro presentes, mas estou preferindo muito mais passar um dia com as pessoas que eu amo, me divertindo, conversando…

wishlist

Mas, terça-feira é meu aniversário de 21 anos e vááárias pessoas já vieram me perguntar o que eu quero ganhar e responder “não precisa dar nada, só vamos fazer alguma coisa legal” não tá servindo de resposta… Sendo assim, cá está minha wishlist:

  • Capinhas para o iPhone 6 Plus: tá muito difícil de achar e quando eu acho elas não são nem um pouco fofas ):
  • Uma tatuagem nova: cês sabem já que eu tenho 3 tatuagens, né?! Mas agora estou querendo fazer mais uma, hehe <3
  • Uma viagem com o meu namorado: tem como explicar esse desejo? Eu quero muito dividir um lugar bonito com o Douglinhas e espero que não demore muito!
  • Lente 35 mm: todo mundo sonha com uma 55 mm, mas eu quero uma 33 mm bem clara (:
  • Um estoque eterno de sorvete: não há nada mais gostoso que sorvete e eu queria poder comer pra sempre o quanto sorvete eu quisesse!
  • Algo para levar comigo: é meio esquisito isso, mas eu queria muito algum objeto que pudesse levar comigo para qualquer lugar que eu fosse, que me lembrasse dos meus amores. Sonhei com isso esses dias, no caso era um colar, mas qualquer coisa pra mim já é o suficiente.

Ainda que todas essas coisas sejam coisas legais de ganhar, o que realmente quero são momentos incríveis nesses 21 anos! Tô me sentindo meio velha, mas muito feliz, porque depois dos 18 anos, 21 anos era “a minha data especial”. De qualquer forma, volto aqui para falar pra vocês do meu ano, do que espero e etc, haha.

Mas me contem: o que está na wishlist de vocês?

maio em um post

pessoal /

Menos um mês! Maio fez hora extra, parecia que não ia acabar nunca e que eu já tinha vivido o que tinha pra viver nele. Mas acabou, felizmente e agora estamos no mês mais legal do ano, junho! Também conhecido como O MÊS DO MEU ANIVERSÁRIO! Daqui 9 dias estarei completando 21 primaveiras e é muita expectativa para pouca Giovanna, mas a gente conversa sobre isso outro dia!


Instagram


Posts e Vídeos do Mês


Filmes que vi e livros que li

Agora sou uma pessoa responsável e anoto todos os filmes que vejo no Letterboxd, então consigo lembrar certinho que filme que vi e em que data! Durante esse mês vi no cinema Mad Max, duas vezes! Inclusive fiz um textinho bem legal sobre, que você pode ver clicando aqui.

Já no conforto do meu lar, vi God Help The Girl, um dos filmes mais gracinhas dos ultimos tempos! Não tem no Netflix, mas na ~obscuridade~ dos torrents você acha (: Também vi o Star Wars: Episode VI!

Não terminei de ler nenhum livro, infelizmente. Mas comecei a ler dois: #Girlboss, da Sofia Amaruso! Estou gostando muito em saber da trajetória dele, mas me arrependi de não ter comprado ele físico e sim pelo Kindle ):


Esse foi meu mês: demorado mais até que gostoso! Junho está aqui e estou muito feliz com o que ele pode me trazer <3 Conto com você por aqui durante esse mês!

Beijocas :*

minha semana #2

pessoal /

Continuando minha mais nova tradição, cá estou eu para mostrar um pouquinho da minha semana! O frio chegou em Curitiba, finalmente! Tirei os casacões do armário e as botas também, agora posso ficar super quentinha e me sentir bonita!

Estou ansiosa para acabar o projeto comunitário que sou obrigada pela faculdade a fazer. É um sentimento misto de “até que enfim” + feliz por ter ajudado outras pessoas + não aguento mais. Só mais dois dias e acabou!


Minha semana em imagens!

bem vindo, outono!

pug-lady-bug!

minha maravilhosa habilitação internacional <3

minha maravilhosa habilitação internacional <3


Fragmentos:


Links maravilhosos:

  • E se o seu guarda-roupa tivesse apenas 37 peças, Teoria Criativa: a Gabi mostrou neste post a proposta criada pela Caroline Rector, do Unfancy, que é de viver com 37 peças de roupa por estação do ano. Essa ideia de guarda-roupa cápsula é muito bacana e estou pensando em adotar isso nas próximas estações!
  • I lived like Kim Kardashian for a week, Elle: a Sally Holmes trabalha na Elle americana e embarcou em uma missão, viver como a Kim por uma semana! Ou seja, por uma semana ela se vestiu como ela, comeu como ela, se maquiou como ela, fez exercícios como ela, … E para contar como foi, ela dividiu a experiência em vários post conforme o tema! Vale muito a pena conferir.
  • 5 ways to wand waves, The Beauty Department: mais um post de utilidade pública desse site <3  o Beauty Department explica como o jeito que você enrola seu cabelinho no babyliss influi no resultado final. Eu amo muito usar babyliss, mesmo não usando sempre, então adorei saber como deixar o cabelo daquele jeito que eu amo!

Foi isso <3 Amanhã volto pra fazer o resuminho do mês e talvez contar uma novidadezinha! Mas me conte… Como foi a sua semana? Espero que tenha sido adorável!

minha semana 1#

pessoal /

Quem me conhece, ou me segue no instagram (o que você deveria fazer jáááá!!), sabe que eu amo tirar fotos! Porém, como não sou a louca das 120920 fotos por dia, acabo guardando algumas só pra mim… E, querendo ou não, acabo fazendo a mesmíssima coisa com links legais que vejo pela internet durante a semana!

Pensando nisso, resolvi dedicar um diazinho da semana para fazer post com 3 fotos da minha semana e mais links legais que vi por ai! Não prometo que vai vir algo além de selfies, porque né… Mas achei que seria um jeito bacaninha de mostrar como foi minha semana pra vocês!

Minha semana em imagens!

702425351_12325824868031352092

pom-pom!

802609853_14914744776441603420

oh, rainy city…

802332747_11743809984984642626

pizza hut com azamigas <3


Links maravilhosos:

  • Como é morar com o namorado?, Teoria Criativa. A Gabi namora um Doug também e eles moram juntos. Lembro quando ela contou que isso ia acontecer no facebook (e né, me deu uma super vontade!). O link vale super a pena pra quem pensa em ir morar com o namorado, ou tem curiosidade pra saber como é a vida “a dois”.
  • Como fazer quadros de aquarela, Melhor não falar nada. A Bessie se transformou na minha blogueira preferida <3 Já falei dela na página do facebook do Avec. Vou colocar esse post em prática o mais rápido possível, porque estou viciada em aquarelas!
  • 5 Love Languages, Ingrid Nielsen. Não fazia ideia que existiam 5 “línguas do amor”, que são 5 maneiras diferentes de expressar/sentir amor. A Ingrid fez um video explicando e ainda mostrou um teste para saber qual é a sua linguagem-do-amor (: A minha principal é quality time! E a sua?
  • Maria Filó para C&ADurante alguns anos a Maria Filó era minha marca preferida. Todos os vestidinhos eram super delicados e com estampas muito interessantes… Porém, a marca ficou super mais madura que eu e eu parei de usar ): Mas estou a-p-a-i-x-o-n-a-d-a pela coleção especial para a C&A. E o melhor: os preços não são tão altos!

Essa foi minha adorável semana em fotos e links! E a semana de vocês, o que aconteceu de legal e de não-tão-legal? Vem dividir comigo <3