Hellow! Esse é um post super-mega especial porque fui convidada pela Expedia Brasil para contar um pouco mais sobre os lugares mais legais de Curitiba! Não sei se vocês sabem, mas nasci e morei a vida inteira aqui. Só me ausentei por alguns meses pra fazer meu intercâmbio em Chicago, que é uma cidade bem parecida com Curitiba (mas isso é assunto para outro dia).

Claro que aceitei o convite do Expedia na hora para dividir com vocês os 10 lugares que você têm que conhecer quando vem pra cá e ó ~spoiler alert~: tem comida no meio, hehe.

Museu Oscar Niemeyer (MON)

IMG_1686

Comparada com São Paulo, Curitiba (infelizmente) não é uma cidade de muitos museus. Mas isso não quer dizer que não tenhamos museus ou que a qualidade deles não seja boa, muito pelo contrário. O MON é meu museu preferido não só por suas exposições, mas também por ter uma arquitetura maravilhosa. Ele foi projetado por Oscar Niemeyer, inaugurado em 2002 e desde lá já ganhou o apelido de “Museu do Olho” porque bem… uma das galerias tem um formato de olho (mas que na verdade é uma bailarina).

As exposições fixas são em sua maioria esculturas, mas sempre tem exposições temporárias muito legais. A última que eu fui foi da Frida Kahlo e achei super emocionante.

DSC_0062

Outra coisa que eu acho maravilhosa do museu é o Parcão, que é uma parte de seus gramados em que os cachorrinhos podem correr soltos e socializar com outros miguinhos. Contei aqui sobre quando levei o Frederico.

Jardim Botânico

11684789276_Jardim Botânico Com os Lindos 063

O Jardim Botânico é um dos lugares mais lindos aqui em Curitiba. É um parque grandão, cheio de árvores e flores (o ~botânico~ vem daí haha). Tenho certeza que umas das imagens que você já viu de Curitiba foi da sua estufa, que é o “cartão postal” daqui.

Okay, é um clichêzão sim. Todo mundo fala que ~tem que ir~ e não quero só engrossar o coro mas de verdade, é muito bonito mesmo! E eu sou suspeita pra falar porque a vista do meu quarto é pro parque, então ele é já um pedação do meu dia-a-dia.

Largo da Ordem e sua feirinha

8

Essa dica é uma em duas ~tanãnnn~. O Largo é uma região de Curitiba onde é o Centro Histórico da cidade, ou seja, é um pedacinho cheio de casinhas e igrejas antigas. Quando a Stephanie veio pra cá me visitar, eu não pensei duas vezes em levá-la pra conhecer essa parte tão fofa da cidade.

Outra oportunidade bacana para conhecer o Largo é nos Domingos de manhã, onde acontece a Feirinha do Largo da Ordem (nome super original hehe). Além de ser uma oportunidade super boa de conhecer o artesanato local e levar algumas lembrancinhas pra casa, é um ótimo lugar pra experimentar um pouco da culinária paranaense, o que nos leva para próxima dica:

Farnel

*os preços são antigos*

*os preços são antigos*

Situado bem no coração do Largo da Ordem, o Farnel é um restaurante-gracinha em uma casa bem antiga e tradicional daqui de Curitiba. Além disso, como se o ambiente e a localização não fossem curitibanas o suficiente, eles servem pratos curitibocas paranaenses pra ninguém colocar defeito.

Eu, particularmente, super aconselho vocês comerem o Barreado, que é minha comida típica preferida. Posso dizer que a apresentação em um modo geral não é muito boa em qualquer lugar que você for comer (é uma comida de cara esquisita), mas deixa eu contar que é uma delícia.

Se você não tem ideia do que barreado é, vencá que eu te explico: é uma carne bovina cozinhada com temperos e bacon, em uma panela de barro vedada, durante horas e mais horas até ela basicamente derreter. Pra comer você coloca um arrozinho e farinha de mandioca e prontinho. Há quem coloque banana também, mas eu não gosto haha.

IMG_1643

De sobremesa têm bolo de chocolate ~da vovó~, doces em colher e aquelas frutas em calda que sua vovó sempre fazia sabe?! Tudo uma delícia. Não tenho certeza dos valores, mas é só acessar o site que você tem uma ideia certinha dos preços!

Passeio de ônibus (e o Bosque do Alemão)

De novo uma dica dois-em-um! Caso você queira conhecer a maioria dos pontos turísticos de Curitiba, uma boa ideia é pegar os ônibus de turismo que saem na maioria dos pontos turísticos de Curitiba. Você paga por volta de 50 reais e tem direito há várias “descidas e subidas” no ônibus. Sei que é caro, mas ó a dica: você pode dividir suas “descidas e subidas” com seus amigos e só dar uma volta pela cidade ao invés de descer em todos os lugares.

Porém, eu indico muito descer no Bosque do Alemão, que é um dos bosques mais fofos de Curitiba. Lá tem o caminho de João e Maria, em que voce vai andando e lendo um pouquinho da história até chegar na Casa da Bruxa, onde tem uma bruxinha que conta histórias legais! Sempre ia lá quando era criança, adorava escutar as histórias das bruxas. E além disso, é muito bonito todo o parque!

Feirinhas de Rua

DSC_0039

Curitiba é cheia de feirinhas gastronimicas noturnas, geralmente cada dia em uma região diferente da cidade. Toda quinta-feira tem uma aqui pertinho de casa, mas tenho certeza que vai ter uma rolando em algum lugar sempre que você quiser. Eu super indico experimentar Pirogi, que é uma comida tipica da Polônia (:

De vez em quando há as feiras “maiores”, como é o caso do Alto Juvevê, que acontece do bairro Juvevê. Esse tipo de feira é um pouco mais movimentada, mas tem “barraquinhas” mais diferentes! Inclusive mostrei nesse Fragmentos um pouquinho.

New York Café

177624GIOVANA-R1-19-17

Acho que vocês até conhecem já o NY de tanto que eu posto sobre nas minhas redes sociais. O café é incrivelmente aconchegante e a comida é uma delícia. Foi amor a primeira vista e já são alguns anos de amor desde então. A decoração é muito fofa, a comida é uma delicia e o atendimento super bom (:

DSC_0141

Eu aconselho o seguinte pedido: batata frita com molho turbo, Phillycheese Steak e pra beber um Penutbutter latte, é puro amor, juro pra vocês <3

Vicente Machado (e James Bar)

Se você é como eu e adora muito um ~rolê noturno~, cá está as duas últimas dicas para um rolê maravilhoso! Mais pro final da semana (a partir de quarta, na verdade), a Rua Vicente Machado fica lotada de pessoas legais. Todo mundo fica bebendo e comendo na calçada, já que existem diversos bares pela rua. Os meus preferidos são o Whatafuck, que vende hamburger por 12 reais, e o Pizza, que vende pizza (dã) por 5 reais o pedação. E se eu contar pra você que é tudo uma delicia mesmo custando esse preço ~de boa~? Ou seja, virou lugarzinho favorito pra dar rolê!

E caso você queira emendar uma balada, eu super indico o James Bar, que fica na mesma rua, uma quadra pra baixo. Cada dia tem uma festa diferente, então é só dar uma olhada na programação na página do facebook deles e chegar um pouquinho antes porque sempre sem fila!


Como vocês puderam ver, Curitiba é uma cidade muito gracinha e cheia de passeios legais para fazer. Eu, particularmente, dificilmente trocaria a minha cidade por outra cidade brasileira. Espero que algum dia vocês venham pra cá e vejam quão amor é a minha cidade. E quando vierem, avisa ai que nós marcamos um role e não esqueçam de confir também as dicas da Expedia Brasil sobre Curitiba <3

DSC_0151

Quando postei os Fragmentos de Julho, contei que passei alguns dias com a minha irmã, antes dela ir embora e eu ficar aqui pra sempre (ok, não é pra tanto)! Tire várias fotos dela, da minha tia e da cidade e nunca postei em nenhum lugar. Agora que a cidade mudou tanto e tá tudo tão outono, resolvi relembrar o verão <3

DSC_0134

Nesse dia resolvemos ir até o Feijão, que na verdade chama The Cloud Gate, e fica localizado no Millennium, o mesmo lugar do Lollapalooza, que contei mais sobre como foi aqui! Independente da época do ano, ele está cheio de gente e é super difícil conseguir uma foto bacana, já que ele é todo espelhado e sempre tem um cidadão que acaba entrando na sua foto.

De qualquer forma, eu super recomendo dar uma passadinha por lá, em um dia ensolarado, para admirar o parque e toda a vista da cidade que ele oferece, porque é muito bonito mesmo! (e é de graça, haha) DSC_0122

DSC_0110

DSC_0114

Outra coisa que eu amo muito fazer em Chicago é observar os prédios que são maravilhosos. Na verdade, Chicago é famosa por sua arquitetura, é ainda que pareça ser uma cidade muito moderna, há inúmeros prédios super antigos que fazem a cidade ser mais linda ainda. É um mix muito bonito de novo e antigo <3

DSC_0105

DSC_0104

DSC_0106

Só sei que Chicago é uma das minhas cidades preferidas do mundo, só perdendo pra Londres. Olhando essas fotos agora, é tão esquisito ver como o tempo passou rápido e como não parece mais a mesma cidade dessas fotos. Daqui mais alguns dias a cidade vai ficar ainda mais diferente, toda branquinha de neve!

(Parece um post randomico, mas eu amo muito escrever sobre os lugares que eu visito e dividir minhas fotos com vocês. Sei que a maioria das pessoas não devem achar muito interessante, mas faz um bem gigante pra mim!)

chicago west loop

Um dos meus lugares preferidos aqui em Chicago é, com toda a certeza, o West Loop! Basicamente ele é o equivalente ao Meatpacking District de New York, que basicamente era uma região industrial, onde a comida/carne era empacotada e distribuída, e que hoje foi remodelada e modernizada! Com essas mudanças, o lugar ganhou uma carinha super cool e é cheio de restaurantes e barzinhos legais.

DSC_0542-m DSC_0559-m

Eu sou apaixonada por street art desde sempre, então esse lugar é perfeito! Em cada cantinho tem uma coisa nova pra descobrir, uma intervençãozinha aqui e acolá. Não dá pra não se apaixonar.

E como eu estava inspirada pelo ambiente ~artístico~ e estava meio arrumadinha, resolvi tirar algumas fotos que poderiam servir de ~look do dia~ se eu não fosse uma negação pra tirar fotos da minha roupa! Então nada de rir das minhas poses porque é assim que eu sou mesmo, meio tosca hehe

DSC_0568-m

Pra fazer look do dia tem que explicar o que eu tava usando né?! Então lá vai…

Meu suéter é da Zara, é meio velhinho, mas eu garrei amor (ele pode basicamente sair andando sozinho qualquer dia desses). Meu shorts, que não dá pra ver muito bem, é da Topshop que comprei na promoção porque tava menos de 30 reais, só que ele é uns 2 tamanhos maior que eu, mas nem ligo porque tava barateza. Minhas sandálias também andam sozinhas já e elas são da Melissa, que ganhei de natal do meu namô-lindo que nunca deixa de comentar como elas são as coisas mais feias desse mundo (mas nem ligo +1). E meus óculos, que todo mundo sempre pergunta no instagram, são da Urban Outfitters e custou uns 12 dólares e não faço ideia que modelo seja, mas só entrar lá no site que tenho certeza que vai ter algum parecido (só mandei pra ótica para colocar a lente).

DSC_0569-m

E a disposição e o carisma são meus mesmos, haha, brinks. #meujeitinholindodeser

Deixo vocês com mais fotos porque cês sabem que eu não sei me segurar na quantidade de fotos, me perdoem, mas tava tudo mt lindo mesmo.

DSC_0565-m DSC_0572-m DSC_0552-m DSC_0550-m DSC_0549-m

**perguntinha bônus: vocês gostam de ver posts sobre a cidade ou não? me contem!**

Unknown

No último final de semana tive a maravilhosa oportunidade de ir no Lollapalooza aqui de Chicago, que é o Lolla “original”. E não só conseguir ir no Lolla-de-verdade, mas como consegui ver o Paul McCartney, ao vivo, de pertinho, cheio de disposição cantando as músicas que significam tanto pra mim…

Eu não sei se já comentei aqui, mas Beatles é uma das minhas bandas preferidas desde sempre! Além de ser uma banda muito boa, musicalmente falando, ela é especial pra mim porque me deu forças em momentos que precisava e me mostraram o mundo de outra forma. Pode parecer bobo, mas vários momentos da minha vida têm como trilha sonora músicas dos Beatles.

Sendo assim, vocês tem ideia da emoção?! Meu coraçãozinho não cabia em mim e, ao mesmo tempo, parecia que tudo era um sonho. Aquele misto de sentimentos que falei aqui, lembra?! Mas eu gravei tudo pra vocês, então não deixem de ver o vídeo aqui.

O Lolla

802332802_13804333352824118381

O festival aqui em Chicago acontece em um parque chamado Grant Park que fica no meio da cidade, de verdade. É só atravessar a rua e você está na Michigan Avenue, a principal da avenida da cidade. O parque é bem grande e os palcos são bem afastados mas nada impossível de andar.

É tudo extremamente organizado e bem sinalizado, o que é ótimo para pessoas como eu, que são perdidas ~de natureza~. Existem várias opções de alimentação, uma do ladinho da outra, mas acabei não comendo porque cheguei meio em cima da hora pro show e as filas estavam bem grandes, então achei que não compensava muito não.

Além das comidinhas agradáveis, há vários lugares para comprar bebidas, que são relativamente caras. Os organizadores recomendam que você leve sua garrafinha e recarregue ou uma daquelas “mochilas-garrafinhas”. Então existem várias estações para pegar água de graça!

O sistema de compra de comidas/bebidas é bem legal: ou você paga com seu dinheiro, ou paga com seu ingresso. Deixa eu explicar: o ingresso é uma pulseirinha que tem um chipzinho, aí você entra no site do Lolla e cadastra seu cartão de crédito e ~tarãnnn~, só passar sua pulseira!

Who?

O Line-up desse ano não estava dos melhores em quantidade, mas estava um dos melhores em qualidade, na minha opinião, haha. Na sexta, que foi o dia que fui, tinha Paul McCartney, que já fiz textão sobre ele, e Alabama Shakes, que é uma banda incrível!

Também gostaria de ter ido no domingo, que foi o dia que minha incrível Florence tocou e também teve Marina And The Diamonds e Of Monster and Men… Mas acabou que achei que ia ficar meio pesado e não achamos ingressos ): (Os ingressos do Lolla daqui esgotam em minutos, tive a sorte de conhecer alguém que estava vendendo a pulseira da sexta!)

Alabama Shakes: girlpower

702219014_4147906074894543669

Ainda que só a vocalista da banda seja menina, a sensação que tive quando os vi tocar foi algo do tipo “essa moça é foda”. A Brittany Howard tem uma voz super potente, coisa que eu nunca tinha visto ~ao vivo~. Passa uma energia muito boa, tanto pela música quando pela presença de palco. Achei super empoderador o show, ela canta (super bem) e ainda toca guitarra!!!

Até o Sir Paul McCartney chamou a Britt para tocar e cantar no show dele. Foi bem bonito os dois cantando Get Back <3

Sir. Paul McCartney: um queridão

Como eu disse, sempre foi um sonho ver o Paulzinho na minha frente. Mas por problemas ~do destino~, acabou que eu nunca consegui ir à um show dele no Brasil…

Quando descobri que ele estaria no Lolla e eu estaria em Chicago no dia do Lolla, não pensei duas vezes em ir. O problema foram os ingressos, já que diferentemente do Lolla do Brasil, aqui os ingressos esgotam em minutos e eu tinha perdido a venda. Por sorte eu consegui os ingressos e o sonho se realizou <3

702428877_14397540137140527309

O show foi incrível, ele foi dos Beatles até a música que ele fez com a Rihanna e o Kanye West, passando por Wings! O show foi bem longo e nem por isso cansativo, chorei quando ele cantou FourFiveSeconds lembrando de quando eu ia pra PUC cantando isso com a minha irmã. Senti quentinhos quando ele tocou Blackbird, já que estava junto quando a Stephanie tatuou uma parte da música na pele <3 Lembrei de quando um amigo meu foi no show no Brasil e me mandou audios (os quais escutei chorando, back then!). Lembrei do Doug quando ele tocou Valentines pra mulher dele, enquanto passava o clipe em que a Natalie Portman e o Johnny Depp participam (os dois fazem aniversário comigo!).

É por isso que o show foi muito especial pra mim! Teve uma carga emocional muito forte, porque o Paul e os Beatles embalaram muitos momentos da minha vida. Foi uma experiência muito incrível que queria muito ter dividido com outras pessoas. Mas fiz vlog sobre e logo-logo coloco aqui <3

beda

DSC_0069

Indo contra à opinião do Doug, o Rolê da Gigi não é só sobre comida e hoje vai ser sobre uma tarde muito gostosa que passamos no Parcão com o Frederico, o cachorrinho do Doug. Inclusive, no Fragmentos de Junho tem um pedacinho dessa “aventura”, então clica aqui pra ver!

O Parcão fica atrás do Museu Oscar Niemeyer e é basicamente um ~quintal~ para os cachorros brincarem. Sem brincadeira, nunca tinha visto tantos cachorros (felizes!) brincando juntos. Sempre quis levar o Fred lá, já que ele é o único cachorro “próximo” de mim, haha.

DSC_0047

DSC_0052

uma pequena ~treta~ entre cachorros!

parcão

milhares de cachorros

DSC_0062

parcão

olha!!! um gatinho!

parcão

fred fofinho <3

parcão

#tenso #pensativo #confuso

Logo que chegamos o Fred começou a ficar bem estressado, porque já que a casa do Doug é grandona, ele nunca tinha saído pra passear e nunca tinha visto tanto cachorro junto. Tentamos distrair o coitadinho, mas acabou que passou mal de nervoso ):

Com o tempo ele foi se acostumando um pouco, mas não ficou muito a vontade não… Então resolvemos passear um pouquinho na rua com ele e depois ir embora. Mas de qualquer forma, tirei fotos do passeio no parcão pra mostrar pra vocês!

Parcão (Museu Oscar Niemeyer)
Endereço: R. Mal. Hermes, 999 – Centro Cívico

Chokolat Chocolateria

Mas’olha só quem tá aqui de volta?! EU! Quem me acompanha no ~snapchat~ sabe que semana passada foi super corrida, mas mais pra frente falo sobre isso. Caso você não me siga, corre lá ver minhas aventuras muito divertidas!

Pois bem, há algumas semanas eu fui fazer um café da tarde com o meu namozinho e com a Danile, para deixar o papo em dia e comer coisas gostosas (porque somos desses!). Como a Dan trabalha no New York Café (que é meu café preferido e que merece um post a parte), resolvemos dar uma variada e ir comer um docinho para adoçar a alma.

Eu já tinha ouvido falar da Chokolat Chocolateria por fotos do Instagram e ele estava na minha listinha de lugares para conhecer aqui, então, quando a Danile e o Douglas toparam, fiquei ultra feliz haha.


O lugar

chokolat-decor

A Chokolat fica do ladinho do Shopping Pátio Batel, mas escondidinho atrás de uma casa. Ainda que eu soubesse onde ficava, eu nunca tinha visto o lugar em si e depois entendi o porquê, mas ó não é complicado de chegar nem nada, tem até estacionamento próprio com valet (mas é pago, R$ 15 reais, se não me engano).

A casinha é incrivelmente fofa, logo que você chega já se sente acolhida e quentinha: parece que saiu de algum lugar da europa direto para Curitiba. Achei bem fofo ter uma bandeira da Nova Zelândia Austrália (obrigada pela correção!) na sacadinha, deu um toque “pessoal” – fiquei imaginando se os donos do lugar já moraram lá, ou são de lá…

chokolat-7

chokolat-chocolates

A decoração interna é muito bonita, mas nada ultra-mega fofinho, o que até eu prefiro, já que todos os lugares que andam abrindo estão seguindo uma linha fofinha demais (até pro meu gosto, haha). É tudo muito impecável, com uma vitrine cheia de chocolates e outros docinhos bonito (e igualmente gostosos!).

Tudo parece que foi muito bem pensado, desde os copos e pratos em que são servidas as comidinhas até a roupinha das moças que ali trabalham. Um carinho muito grande, sem forçar a barra e parecer artificial. Fiquei realmente encantada com o ambiente. Muito acolhedor e bonito!


As comidinhas

chokolat-bebidas

Logo que chegamos já trouxeram uma garrafona de água (de-graça), que quase me arrancou lágrimas porque esse não é um costume brasileiro. Deixa eu explicar: eu só bebo água, nunca tomei refrigerante e não tomo suco e etc. Basicamente é água, chá e café. O problema é: pagar 3 reais por uma água é uma facada muito grande, mas que, infelizmente, eu tenho que pagar por aqui. Nos outros países é muito comum trazerem uma copo de água de graça e irem enchendo conforme você bebe. Não custa basicamente nada pro restaurante, já que é só instalar um filtro e pegar a água “de graça”, e deixa o consumidor feliz. Antes de experimentar as delícias já tinha me apaixonado pro lugar (e pelo carinho que eles demonstram ter pelo cliente ao fazer isso). E óbvio, tomamos todas a água e eles enchergam de novo, obrigada pela graça alcançada, Chokolat <3 (desculpa falar tanto sobre água, mas é que eu sou apaixonada por esse líquido!)

chokolat-waffle

Bem, como o nome sugere as comidinhas são bem chocolatudas (adjetivo roubado na cara-dura da Dani Noce, haha!). Mas, como gostamos muito de comer (e eu tinha a missão de contar pra vocês), pedimos um Waffle de parmesão com linguiça blumenal (e a Dan pediu um Waffle de parmesao com cebola caramelizada), que veio acompanhado de um “molho especial”.

Foram 4 pedaços de waffle que levava na massa esses ingredientes, o transformando em quase um pão de queijo com linguiça, o que achei uma delícia e molho combinou perfeitamente com o prato! O preço é ok, já que por R$ 17 reais vem um waffle’zão recheado e um molho delícia!

chokolat-bebidas

Para acompanhar pedimos um chocolate quente e bem… apaixonei. Adoro quando o chocolate quente é daquele bem cremosão, que tem gosto de chocolate bom (e belga). Porque né, pagar pra te entregarem um nescauzão não é nada massa, já que faço em casa por quase-de-graça! O da Chokolat é muito cremoso e tem um gosto de chocolate de boa procedência, chocolate-de-verdade (e disso eu entendo, haha). E tudo isso por R$ 10 reais. Eu só digo uma coisa: quero mais!, ainda mais nesse frio de 0 ºC que tá fazendo em Curitiba.

chokolat-tortinha

E como o nome do lugar é Chokolat, me senti na obrigação de pedir a sobremesa que leva o mesmo nome (assim como o Doug!), enquanto a Dan pediu a degustação de sobremesas (mas eu experimentei um pouquinho pra falar pra vocês, haha.

A Chokolat é uma tortinha de chocolate amargo com uma massinha esfarelenta (meu deus, olha como sou boa de definir comidas!), uma das coisas mais maravilhosa que eu comi! Tão gostosa que fiquei muito feliz por eu e o Doug temos pedido uma cada, ao invés de dividir uma! Então, se você ama chocolate, corre pra lá comer essa perfeição-chocolatuda por R$15,00!

chokolat-5

Mas, se você não consegue decidir o que comer, faça igual a Danile e peça a “Degustação de sobremesa” que vem miniaturas da tortinhas (1 Mini Crême-brûlée, 1 Mini Cheesecake, 1 Mini Chokolat, 1 Mini Chocolate-quente e 1 Eclair). Ou seja, por 23 reais você consegue experimentar todas as tortinhas (e descobrir sua preferida), tomar um chocolate-quente gostoso e comer um Éclair do sabor que quiser. Eu experimentei o Crême Brûlée e estava fantástico, fazia muitos anos que não encontrava uma sobremesa dessas que realmente era um crême brûlée de verdade: um creme gostoso, quase morninho, com a casquinha de açúcar crocante (mas sem estar queimada)! E a apresentação é maravilhosa! Cês tão de parabéns, viu?!


A opinião do Sr. Douglas!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sempre que vou comer num lugar novo fico um pouco ansioso pra saber se lá vai ter comidas gostosas, mas principalmente comidas que eu coma porque eu sou fresco tenho um paladar restrito. Mas o nome lugar é Chokolat, então nada poderia de dar errado….(Para alegria da Gi, logo que chegamos fomos recebidos com uma garrafona de água.)

Na hora de escolher a comida eu e a Gi, também dona de um paladar restrito, escolhemos pelo mais fácil, mas não menos gostoso: waffle com linguiça blumenau! Era era muito bom e perto do final deu vontade de pedir mais, mas seria gordice. E como sempre, quando divido alguma coisa com a Gi, ela come mais que eu, sobrando menos pra mim…Pedimos pra acompanhar tudo isso um copão de chocolate quente que era muito cremoso e gostoso – e a Gi tomou tudo, as usual.

Chegando a hora de escolher uma sobremesa me abateu uma grande dúvida: o que pedir? E não era por falta de opção… Com uma dúvida tão grande resolvemos pedir o conselho da Fernanda, que nos atendeu super bem e já nos conhecia de outras gordices.

Perguntei pra ela qual era a sobremesa com mais chocolate e mais gostosa, ela nos indicou a Chokolat. A Fer sabia o que estava fazendo: era bem bom, muito gostoso. (Valeu Fer!)

Não atoa o lugar tem chocolate no nome. A sobremesa é uma homenagem a essa iguaria sagrada. Uma garrafa de água e muito doce e chocolate, provaram ser uma excelente companhia.  9 oompa-loompas.


Resumindo…

A Chokolat é minha confeitaria em Curitiba, de verdade! Ela vende algo e entrega mais do que prometeu, mesmo! Diferente de outros lugares que vende uma imagem e você vai lá e fuêêê. Fui mais que surpreendida positivamente: cheguei achando que ia provar algo gostosinho e saí de lá no céu!

As comidas são incríveis, o preço não é baixo, mas eu entendo que todos os ingredientes são caros e que tudo é feito pra ser o melhor possível. O atendimento é muito bom também, as meninas que nos atenderam eram muito queridas (principalmente a Fer, que é um amorzinho <3).

Chokolat-3

Me senti muito aconchegada na Chokolat, como se estivessem feliz que eu estivesse lá! Caso esteja em Curitiba e quiser comer em um lugar fofo e extremamente gostoso, corre lá pra Chokolat! É o melhor lugar pra comer doces em Curitiba, por um preço justo e sem muito mimimi. (Criei a regra que: se o lugar tem mimimi sinal que a comida não é tão boa e eles precisam justificar o que fazem por isso!).

Chokolat (Site e facebook)

Avaliação: ❤❤❤❤❤
Horário de funcionamento: de terça a sábado, 14h00 a 21h00 e domingo, 14h00 a 20h00
Endereço: Avenida do Batel, 1190
Telefone: (41) 3527-1639

avec-gigi-officina-restô-bar

Oi! Cheguei e adivinha para falar sobre o que? Sobre comida é óbvio <3 Faz tempo que não faço um rolê da Gigi e como uma miga muito querida (oi luuu!) pediu para eu fazer, vim atender ao pedido dela.

Há alguns dias eu fui no Officina Restô Bar, um bar-restaurante que abriu há não muito tempo aqui em Curitiba… Já tinha passado algumas vezes na frente, sempre me pareceu muito simpático, e sempre via as fotos da Danile lá e achava bem lindo, mesmo sem ligar o lugarzinho que passava na frente com as fotos da Dan! Porém, dona Danile resolveu celebrar o aniversário dela por lá e foi a ocasião perfeita para eu conhecer o local…

Basicamente, o que conhecia do lugar era o que a Dan fotografou e comentou sobre: é tudo muito lindo, tem uns drinks legais e umas comidinhas gostosinhas. Então lá fui eu me aventurar em mais um restaurante para contar para vocês (vocês sabem que isso é uma desculpa que eu dou pra mim mesma, né?! haha)

O local

ache eu e ache a Dan!

ache eu e ache a Dan!

O Officina Restô Bar fica coladinho na Praça Espanha, ou seja, super bem localizado, pertinho dos lugares “legais” de Curitiba. Quando você passa na frente, nem dá nada pro lugar, porque é uma portinha preta (que esconde um lugar maravilhoso).

Logo que você chega tem um belo moço para preencher sua comanda, o que é um ponto ótimo pro lugar: comandas individuais, assim não tem aquela confusão de ter que dividir conta e correr o risco de ficar alguma coisa pra trás. Achei o atendimento ok, mas podia ser melhor… Muitas vezes fiquei chamando o garçom e ele não aparece e/ou demorava horas pra trazer o que tinhamos pedido… O lugar estava bem cheio, o que acho que atrapalhou o atendimento. Ah!, importante: todos os garçons são bem bonitinhos, viu!? Haha

A decoração é simplesmente incrivel: tudo milimetricamente pensado e decorado. Parece exagero, mas o lugar é uma materialização de um board de decoração do Pinterest! Os móveis são meio rusticos, as paredes são revestidas de recortes de revistas, muitas lousas escritas com um lettering apaixonante! Tudo muito bem feito, tudo muito lindo. O banheiro, inclusive, é um dos lugares mais bonitos do local (não deixem de visitar, haha), só perdendo para o teto repleto de lâmpadas!

O Cardápio

DSC_0494-m

Quando você pega o cardápio (que é incrivelmente pesado), você já entende que o forte dos caras são os drinks: são inúmeras combinações/invenções que se você curte beber vai adorar. Mas se você não bebe, não tem problema: eles tem vários drinks não alcoólicos pra agradar. Eu não estava muito bem no dia, então resolvi não beber nenhum drink… A única coisa que eu tomei foi uma shot que ganhamos, mas nem sei dizer como era… As meninas que estavam com a gente disseram que os drinks eram uma delícia, então confiem que o negócio é bom…

Geralmente quando eu saio, menos se eu sair pra balada, o que eu quero mesmo é cumêê… Então fui logo pegando o cardápio pra dar uma olhada nos ~alimentos~… Eu e o Doug pedimos duas entradas: batatas fritas mistas com sal de alecrim e pastelzinhos de brie & pastelzinhos de carne. Não pedimos nenhum prato principal porque eles eram caros demais pro nosso bolso (desculpa a sinceridade, gente, mas cada um pagar 55 reais em um prato não tá dando!).

DSC_0502-m

DSC_0503-m

As batatas fritas mistas com sal de alecrim (R$ 15,00) eram incrivelmente gostosas, crocantes e sequinhas, e eram realmente mistas. Além de batata rústica normal, vieram batatas doce – que eu nunca tinha comido e achei maisquedemais! Na verdade, o sal não é de alecrim, veio sal e umas folhinhas/raminhos de alecrim que deixaram as batatas bem gostosas e aromáticas.

DSC_0530-m

Os pastelzinhos de brie & pastelzinhos de carne (R$ 27) eram gostosos também, mas caros demais na minha opinião – vieram 6 pastéis, 3 de cada. Os de queijo eram muito recheados e foram meus preferidos, os de carne também eram gostosos, mas não tinham nada demais…  Tirando o queijo ser Brie, não tinham nada de extraordinário… O molhinho de pimenta que acompanhavam era bem gostosinho, mas sabe: com 27 reais faço a festa na feira e compro 129829 pastéis né.

A opinião do Sr. Douglas

Chegando no Restô-Bar pela primeira vez, você fica meio perdido… Não sabe direito pra onde olhar, é cheio de detalhes e de coisinhas decorando o lugar. O cardápio é de metal e pesadão, por isso é meio ruim de mexer e perigoso (acabei me cortando =[ ). Eu a Gi escolhemos uma porção de batata frita, que vinha com batatas tradicionais e doces. Não demoraram muito pra chegar e estavam bem gostosas, mas o preço delas era meio salgado (Tu Dum Tss!). Gostei da batata frita tradicional, já a Gi comeu todas as batatas doce, dieta pra ficar monstrão.
A Restô é cheia de drinks: tem muito mesmo. Como eu estava dirigindo, não tomei nenhum. Pedimos também uns pasteiszinhos e como já era mais tarde, e o lugar estava meio cheio, demorou mais pra chegar. Vieram 3 pastéis de queijo e 3 de carne! Gostei mais dos de queijo, mas não são pastéis super gostosos e pelo preço achei que seriam melhores.

O Officina Restô é um lugar legal e bonito, mas as coisas são meio caras. Nota: 6 moedinhas do Mario.

Resumindo…

DSC_0500-m

O lugar é bem bonito e a comida que comemos era gostosa, mas por alguma razão o lugar me passou um ~feeling~ errado… Eu sou um pouco chata com isso e eu me senti bem deslocada no lugar (mesmo estando com pessoas queridas!). Todo mundo é super-mega arrumado e meio ~coxinha~ (?). Não se se é essa a palavra, mas sabe quando você vê que o rolê não é o seu?!, que você tá meio alheio ao tipo de gente que vai!? Não sei se a impressão foi equivocada, talvez dê uma segunda chance, mas não sei, acho que o ~santo não bateu~.

Os preços também dão uma “ideia” do público da casa: você tem que ter dinheiro. Se você comer uma entrada e beber um drink pode esperar que sua conta vai dar mais que 6o reais… Talvez isso em São Paulo seja ok, não sei como são os valores das coisas por lá, mas pra vocês ter uma ideia: um café + um sanduíche + sobremesa dá por volta de 40 reais no NY Café, por exemplo, e isso é uma refeição…

Não sei se eu estou sendo chata demais, talvez eu só não seja o público-alvo deles… Porém, vale a pena ir lá para experimentar porque o lugar é incrivelmente bonito!


Veja só <3 Esse foi mais um rolê de comidinhas e lugares pra se conhecer aqui em Curitiba! Me disseram que tinham gostado desse tipo de posts, então voltei, né?! Tenho que pensar em outros lugares pra conhecer, ou vou ficar sem rolês pra mostrar pra vocês, haha! Espero que tenham gostado desse post, beijos!

Officina Restô Bar

Avaliação: ❤❤❤
Horário de funcionamento: de quinta a sábado, 18h00 a 01h00
Endereço: Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1154
Telefone: (41)3402-0986

bg madeiro-m

Antes de começar esse post vamos esclarecer algumas coisas: o Avec Gigi não é um blog sobre comida, mas eu (a Gigi, em questão), amo muito comer. Então as coisas se misturam, sabe?! Eu preciso muito falar sobre comida, ou não seria eu mesmo, já que esse blog* é uma extensão de mim mesma. Ou seja, Giovanna loves comida, sendo assim, Avec Gigi tem que falar sobre comida <3 Entendemos isso? Espero que sim, mas se não entenderam, é só assistir esse video que dá tudo certo <3

* quando escrevi blog, o meu computador corrigiu pra bolo, o que faz muito sentido, naaaaum?!


Há algumas semanas, eu e o meu adorado Doug-de-bigode (mas sem bigode) estávamos caminhando e ele falou “ah meu deus, que vontade de comer Madero”. Pra quem não é de Curitiba, deixa eu contextualizar: Madero é um restaurante que vende o ~melhor hamburguer do mundo~, segundo eles mesmos. Tem vários tipos de Madero, o Madero Express que fica em shoppings e tem poucas opções, Madero Prime – que é pra rico, que opções mais elaboradas -, o Madero normal – que tem carnes e hamburger, e a novidade: o Madero Sport Bar!

Como estava dizendo… Dougzinho queria comer Madero, porque é o restaurante preferido dele (só por causa da maionese) e como estávamos perto da Praça Espanha, resolvemos experimentar o Madero Sport Bar. Diferente dos outros restaurantes da rede, esses tem uma temática toda esportiva com telões grandes que passam jogos o tempo todo. Eu achei uma ideia bem legal, porque lá fora é super comum (só que eu não posso entrar porque sou menor de idade).

Continue lendo →

Photo 06-02-15 19 22 12

Ah, como justificar essa categoria pra vocês? Segundo meu namorado, eu deveria modificar o nome da categoria para “rolê engordê”, uma vez que todos os lugares que coloco aqui são, basicamente, para comer! Mas vocês me entendem, né?! haha

Enfim, do dia 2 ao dia 8 de fevereiro, Curitiba sediou o Mueller Festival Gastronômico que contou com várias barraquinha e foodtrucks. Pra quem não é daqui, o Mueller é um dos shoppings mais tradicionais da cidade, o que torna a “feirinha” ainda mais curiosa, porque: como se coloca foodtrucks e barraquinhas dentro de um shopping? Eles tiveram a ideia (ótima!) de colocar tudo isso no “terraço” do estacionamento, dando um ar bem cozy e fofinho. (Que me lembra muito uma cena de 500 Dias com Ela!).

A lista completa de “participantes” você confere aqui, mas eu posso adiantar que só tinha coisa gostosa e que agradava todo mundo: tinha comida japonesa, tinha hambúrguer, tinha polenta, tinha Kurtos Kalacs (que tornou uma das minhas comidas preferidas), tinha sorvete, marons… E eu, como uma admiradora de comidas gostosas, provei algumas dessas delícias pra contar pra vocês!

divider

Kurtos Kalacs

 

Photo 06-02-15 18 27 35

Photo 06-02-15 19 14 37

Não tinha nem ideia do que isso seria, mas uma amiga minha comentou no Facebook que era uma delícia, eu tinha que provar. Esse “enroladinho” é um “pãozinho” um pouco doce, mas que pode ser de vários sabores. Eu pedi um de Parmesão com Linguiça Blumenau e de sobremesa um de açúcar e canela com dipping de doce de leite. Gente, só tenho o que agradecer, é extremamente gostoso. E para comer você “desenrola” e vai comendo enquanto está quentinho ainda.

Photo 06-02-15 18 28 49   Photo 06-02-15 18 29 33

Estou apaixonada e queria muito que o foodtruck viesse pra feirinha do Cristo Rei que é perto de casa ): Mas, pra quem mora em outros lugares de Curitiba, anotem onde estarão: Terça-feira na Feirinha do BatelQuarta-feira na Feirinha do Hugo Lange e Sexta-feira na Feirinha da Praça da Ucrânia. 

Para vocês entenderem o amor deixo vocês com fotos de uma gigi apaixonada:

Photo 06-02-15 19 13 52 Photo 06-02-15 19 13 49

divider

Altman Gastronomia

Photo 06-02-15 18 49 12

Sendo bem sincera: não fui eu que comi. Mas foi o Douglas, eu dei uma mordidinha e achei gostoso. Mas, como ele que comeu, cá está o relato dele:

Acabei optando pelo hambúrguer pois tive medo de ariscar, pois eu sou meio fresco com comida. Das opções que tinha escolhi o ~ não lembro o nome ~. Depois de uma longa espera o hambúrguer ficou pronto. Bem longa na verdade, afinal as outras coisas que havíamos pedidos já tinham ficado prontas. O hambúrguer não tinha acompanhamento e seu tamanho não era nem muito grande nem muito pequeno. Ele era gostoso mas nada excepcional. Falaram que tinha um molho barbecue caseiro e que seria muito gosto. Não vi o molho, acho que esqueceram. Nota: 3

divider

 

DAGNIAUX

Photo 06-02-15 19 00 11

Uma das minhas sobremesas preferidas são os Macarons <3 O meu sabor preferido ever é o de Rosas (parece esquisito, mas é uma delicia), mas gosto muito do de chocolate também. Como eu e o Doug queríamos matar a vontade, resolvemos pedir um pra dividir (enquanto meu Kurtos Kalacs estava no forninho), e ele pediu um sorvete.

Quando eu vi o Macaron fiquei assustada com o tamanho: é um macaron gigantesco. Quando eu dei a primeira mordida me “surpreendi”, o recheio era mais pra sorvete do que pra ganache, uma delicia. Achei a ideia super boa e minha barriguita adorou também. O único problema era que o centro estava meio congelado, ai

Photo 06-02-15 19 00 29

Já sobre o sorvete de chocolate do Doug e a opinião do macaron ele deixa aqui:

“O picolé era de baunilha com cobertura de chocolate, nada fora do esperado. bem gostoso e refrescante. o macaron era grandão e mas bem no meio estava meio congelado. tão gelado que não tinha tanto gosto, minhas papilas gustativas amorteceram. o gosto que tinha era bom, mas também nada excepcional.”

divider

Photo 06-02-15 19 03 22

O que mais me encantou, além da comida (hehehe), foi a ambientação… Tinham luzinhas fofinhas, mesas de “piquinique”, uma televisão com clipes legais passando… Tudo muito gostoso, que deixava o clima muito agradável pra ficar lá, sentado, olhando Curitiba do alto! Recomendo muito esse rolê e espero que tenham mais edições em breve <3

divider

Me acompanhe também em: 
Fanpage  Instagram Youtube  Twitter  Bloglovin’

9

A ideia dessa categoria surgiu há algum tempo, mas, sabe-se lá como eu acabei esquecendo dela. Como 2015 é pra ser um ano maravilhoso pro blog, resolvi “resgatar” essa categoria que mostra alguns dos lugares que eu passei.

Para inaugurar a categoria “Rolê da Gigi” em 2015, vou contar a minha ~experiência~ gastronômica na Caramelodrama, tque é um Cafe e Confeitaria daqui del Curitiba que estava desde o ano passado na minha lista de lugares pra ir e comer.

Gostaria de começar falando que eu não sou uma pessoa “de doces”. Prefiro coisas salgadas, mas troco mil chocolatinho por uma fatia de um bom bolo de chocolate. Não como nada que tiver frutas e meus doces preferidos são os de chocolate, mais pro amargo, ou coisas folhadas. Resumindo: não precisa inventar muito que já to feliz!

Caramelodrama tem uma proposta bem legal que é fazer do jeito mais “natural” possível. Ou seja, sem conservantes, emulsificante e qualquer coisa que não foi natural. Como a própria chef diz, se uma torta tem base de bolacha/biscoito, ela vai lá e faz a bolacha/biscoito para a massa, com a melhor matéria prima que ela puder encontrar. E eu, infelizmente, sou muito noiada com esse tipo de coisa, eu sempre prefiro coisas muito mais “naturais” e vivo lendo o rótulo para

divider

Ambiente

8

A confeitaria é extremamente fofa. É localizado na frente do Slainte, um Irish Pub ok, mas super famoso aqui em Curitiba. É tudo milimétricamente calculado e cheio de carinho. Uma das coisas que mais gostei, eram as mesas que ficavam “na janela”, dando para rua. Assim, dá pra ~observar o movimento~ enquanto você come seu docinho (:

7

divider

Os doces…

1

Os doces ficam todos expostos, com os nomezinhos escritos no vidro com seus respectivos preços. Como nunca tinha ido lá, não sabia do que eram cada docinho, então tive que perguntar para escolher.

Já que eu fui com o Doug, resolvi pedir 3 doces para dividirmos e para tomar, pedimos um Chocolate geladinho. Escolhemos o Tiramissù, a Chocomelodrama e uma tortinha de Chocolate & Caramelo.

3 4

O chocolate quente era ultra-mega chocolatudo. E de uma maneira fantástica, porque tinha muito gosto de chocolate de verdade e dos bons! Inclusive, ele me lembrava um chocolate que eu comprei em Londres para fazer chocolate quente. Por isso ele ganhou mil pontos comigo!

Tiramissù, de longe, é uma das minha sobremesas preferidas. É bem italiano e leva café, o que dá um gostinho muito bom. Infelizmente, eu não gostei muito do que provei na Caramelodrama. O creminho de mascarpone não estava “no ponto”, ele estava hiper consistente, parecendo quase uma gelatina ): Não gostei. E por alguma razão eu e o Doug achamos que tinha alguma bebida alcóolica na receita.

6 5

A torta Chocomelodrama, aparentemente, é uma dos doces que mais saem. Escolhemos ela porque o Doug adora coisas chocolatudas, mas não muito doces. Ele comeu bem mais do que eu (eu só dei uma mordida) e não gostou muito não. Não era muito doce, o que é bom, porém não tinha muito gosto de chocolate não, as amarenas sobressaíam ):

Já a tortinha de Caramelo & Chocolate agradou tanto eu quanto o Doug. A massa era uma delícia e assim que você mordia, conseguia ver o caramelo “puxando” e a ganache de chocolate derretidinha. Era uma delícia! Eu e o Doug comemos tudinho, sendo que ele roubou o meu pedaço, haha. Ou seja, virou nossa sobremesa preferida na Caramelodrama!

divider

Resumindo…

2

A Caramelodrama é muito aconchegante e tem tudo feito com muito amor e carinho. Eu esperava bem mais das tortinhas, mas não são ruins de maneira alguma. Acredito que tive “má sorte” nas escolhas, mas, felizmente, adorei a tortinha de Caramelo & Chocolate.

O preço é mais caro do que normalmente pago nos lugares, variam de 10 a 15 reais os pedaços. A conta final foi quase R$ 50,00, o que eu acho ok, uma vez que os ingredientes são todos muito bem escolhidos. O que me deixa um pouco #chatiada é o horário de funcionamento deles, que é das 10 as 19h. Acho muito cedo para fechar, já que fica muito corrido sair do trabalho e ir pra lá.

Sendo assim, dou 3 coraçõezinhos (), de 5,  como nota para a Caramelodrama (:

Caso tenham ficado curiosos, a Mel fez um post com muitas fotos, então cliquem aqui para ver.

divider

Caramelodrama Confeitaria & Cafe

Avaliação: 

Horário de funcionamento: de Segunda a Sexta, das 10h às 19h, Sábado das 10h às 20h.

Endereço: Alameda Presidente Taunay, 434.

Telefone: (41) 3206-2271

Processed with VSCOcam with c1 preset

Oissss (: Mesmo que não pareça, eu sou uma garota super da ~festeira~, adoro sair com os amigos, dançar ou sair pra comer (mas isso vocês já sabem, rere). O que eu nunca tinha feito era contar os meus roles para vocês. Mas os tempos mudaram e daqui para frente vou contar sobre lugares legais para ir, restaurantes gostosos e sobremesas hiper-calóricas. Então se preparem para conhecer a verdadeira Gigi, nessa categoria nova intitulada “Rolê da Gigi”, nome maravilhoso criado por mim e pelo Doug. (Tínhamos pensando em colocar Rouler Avec Gigi, que significa passeio com Gigi, MAS AQUI É BRASIL MEMÔ).

divider

Para abrir essa ~nova era~ do blog, vim contar para vocês a proposta super legal que a Heineken trouxe para Curitiba: a Heineken Glass Room! A marca montou um espaço todo de vidro no meio do MON para as festas “tradicionais” de Curitiba. Ou seja, é uma baladinha no meio do Museu!

A Heineken libera toda segunda-feira uma lista para a festa do sábado e domingo, o problema é: são 100 convites (com acompanhante!), então tudo esgota muito rápido. Nem acreditei que ~descolei~ um convite _ thanks, Dan e Gus <3_ para a festa que considero a melhor de toda Curitiba: a Cambalacho!

A festa estava legalzinha, não estava nem um pouco cheia, o que tem seu lado bom: dava para respirar, mas também tem seu lado negativo: não estava tão animada, tinha algumas pessoas dançando e um espação na pista! Se tivesse ao menos o dobro de pessoas teria sido a melhor festa já vista em Curitiba, mas mesmo assim valeu a ida.

A pista do Glass Room (traduzindo: quarto de vidro) tinha as paredes de led, que mudava de cor e pattern conforme a música, coisa fina viu haha?! Algumas paredes tinham centenas de garrafas de Heineken, deixando tudo meio verde e bonito!

Não havia muitas opções de bebida… Tinha Heineken até dizer chega (long neck por 7 reais!) e algumas opções de drinks, por R$ 20,00. Achei carinho e como não bebo cerveja e os drinks não eram apetitosos pro meu gosto chatinho, não bebi nada para contar como estava!

Processed with VSCOcam with t2 preset

Outra coisa muito legal era a instalação Olho do Olho que era uma sala em que você entrava com o teto e as paredes laterais de led e o chão espelhado. Parecia que você estava viajando no tempo _comentários de uma whovian!_, muito bonito e divertido. Tirei algumas fotos pra vocês verem!

IMG_1423 IMG_1424

 

Para quem se interessou e tá afim de ir, é só entrar na página da Heineken Glass Room e tentar entrar na lista. Elas abrem toda segunda as 15h, tem que ser super rápido, porque são apenas 100 lugares! Para saber as próximas festas clique aqui.

divider

Eu nunca fiz post assim e dependendo do feedback de vocês vou começar a mostrar lugares legais para conhecer, tanto em Curitiba quanto outros lugares. Então espero o comentário de vocês dizendo o que acham desse tipo de post! Espero a opinião de vocês, viu?!

Me acompanhe também em: 
Fanpage  Instagram Youtube  Twitter  Bloglovin’  Newsletter!

8

No domingo passado, fiz um passeio muito gostoso com minha família querida: passear na Feirinha do Largo da Ordem, depois de passados mais de 5 anos sem ir! Não mudaram muitas coisas durante todo esse tempo, há muitas coisas interessantes para ver/comprar e lugares/pessoas muito bons para fotografar! Então, caso você venha passear aqui em Curitiba e queira visitar um lugar muito característico daqui e comer algo gostosinho, tanãn, esse é o lugar!

Além de andar pela feirinha, resolvemos “almoçar” no Bar do Alemão _ ou Schwarzwald_. Acho que todo curitibano já comeu ao menos uma vez por aqui e, caso não tenha comido, escutou falar desse bar (e deve muito fazer uma visita gastronômica, haha). Como eu não gosto de cerveja nem nada, eu só comi mesmo, e estava bem gostosinho toda a comida!!

Aproveitando o combo de passeio legal + tempo bonito + roupinha arrumadinha + câmera em mãos, resolvi, pela primeira vez na história do Avec Gigi, colocar uma foto de ~look~ do dia. Tenho mixed feelings sobre posts de look do dia, então resolvi tirar fotos não só do meu look, mas também o da Nicole, minha irmã. Sendo assim, inauguro uma nova categoria do blog, o #dujour, que dignifica “do dia” em francês. Acho que ~look do dia~ é algo meio breguinha, então, escolhi esse nome _ que também é o nome de um aplicativo muito legal para fotografar looks , fiz um post sobre ele há um tempo atrás_

Se vocês já leram qualquer post que falo sobre roupa, sabem que eu amo usar vestidos, né?! E bem, fazer calor aqui em Curitiba é algo suuuuper raro, então qualquer oportunidade é aproveitada ao máximo! Gosto tanto desse vestido e ele tem uma cor tão “alegre” e divertida, bem diferente dos meus vestidos normais, que não são tão coloridos!

Vestido: Atmosphere • Sapatinho: não lembro onde comprei ): • Bolsa: Donna Karan New York

1

Dona Nicole resolveu estrear a bolsa nova que comprou pela internet, que é super bonita. E que eu gostei porque cabe certinho a camera e mais algumas coisas, mas ela não me emprestou ): Custou baratinho, acho que menos de 20 dólares e é bem feita. Sem falar que chegou, por sorte, em menos de três semanas e sem ser taxada! Uhul! Quero fazer um post, qualquer hora, sobre comprar internacionais, haha, tenho alguuuumas compras para mostrar!

6

Blusinha: Forever 21• Shorts: Zara • Bolsa: Aliexpress • Sapato: Santinato

5

2

Não sei se tirar fotos das minhas roupas vai ser algo frequente aqui _ vai depender se vocês gostarem ou não_, só sei que foi muito divertido tirar essas fotos, ainda mais em um dia meio atípico aqui em Curitiba! Não esqueçam de me contar se vocês gostam desse tipo de post, ou não (: Estava tão insegura em fazer essa postagem, que quase desisti! Então conto com a opinião de vocês, viu?!

E passando por Curitiba: não deixem de conhecer o Largo da Ordem, é um lugar muuuuito legal e bonito!

Bisous,
Gigi

 Vocês já me acompanham nas redes sociais?
   Fanpage     Instagram   Youtube     Twitter    Bloglovin’ 

Duas semana antes do vestibular fui agraciada com alguns shows, de graça, pela minha adorável cidade. Chamei a Gabe e vimos o show dos nossos amigos da Crocodilla, que mandaram super bem, como sempre. Depois fui pra casa, tirei a mamãe e a Nico do sofá para assistirem o show do Marcelo Jeneci…

Como estava muito cedo, fomos ver A Banda Mais Bonita da Cidade, que iria tocar nas Ruínas… Bem, minha opinião sobre o show: vibe tranquilinha, tudo muito fofo, mas não faz meu tipo e fomos embora depois de umas 4 músicas. Sim, antes de Oração. Mas foi divertido, cantar Bailarina Torta e dançar no Largo, experiência única, que renderam bonitas fotos:


Depois do show da Banda Mais Bonita da Cidade, encontramos a Vitória e fomos ver o show do Marcelo Jeneci (um lindo que sorriu mil vezes pra mim). Não era completamente fã, mas saí do show com ele na minha playlist banho e pré-vestibular (que em breve postarei aqui).



Depois de tuuuuuuudo isso, eu, a Vi e a Niquinha fomos até as Ruínas, de novo, para ver Copacabana Club, que foi LINDO! Dançamos loucamente e gritamos muito.

Tudo isso pra livrar do cotidiano cursinho + colégio. Coisa mais gostosa do mundo (: